tempo.com
Viviana Urbina

Viviana Urbina

Redatora Chefe - 10 artigos

Meteorologista formada pela Universidade de Valparaíso, Chile. Viviana é Mestre e Doutorada em Ciências na área da Meteorologia pela Universidade de São Paulo, Brasil. Especializou-se em modelação regional, para o estudo das circulações locais, impactos das superfícies urbanas na atmosfera, transportes e dispersão de poluentes atmosféricos. Realizou Pós-Doutoramento no programa de Pós-Graduação em Engenharia Electrotécnica na UTFPR, Brasil.

Enquanto estudava no Chile, e mais tarde no Brasil, foi professora assistente de meteorologia sinóptica. No início da sua carreira, trabalhou como meteorologista e apresentadora de previsões meteorológicas na Radio Valentín Letelier. Atualmente, trabalha em part-time com monitorização atmosférica e nowcasting para a Oráculo Meteorologia, no Brasil. No Chile, faz divulgação científica através da Nimbus Meteorologia na área das ciências atmosféricas e, além disso, trabalha a tempo parcial como académica na Universidade Católica de Maule. Desde setembro de 2019 é redatora-chefe da Meteored no Chile.

Artigos de Viviana Urbina

Blocos de gelo invadem calçadas na Rússia
Atualidade

Blocos de gelo invadem calçadas na Rússia

O início do degelo do rio Amur, devido ao aumento das temperaturas, fez com que o gelo se rompesse e a água começasse a fluir. O vento e o fluxo da água contribuíram para a ocorrência deste "tsunami de gelo", em direção à costa da cidade de Jabárovsk.

Chuvas e degelos deixam a França em alerta para enchentes
Atualidade

Chuvas e degelos deixam a França em alerta para enchentes

O país inteiro está em alerta com a subida dos rios. O grande volume de chuvas da última semana, somado aos degelos, têm causado o aumento da vazão e o transbordamento de rios em várias regiões da França.

Imersos na poluição: o drama de Nova Délhi
Atualidade

Imersos na poluição: o drama de Nova Délhi

Existem vários fatores que desencadearam os perigosos níveis de poluição na cidade de Nova Délhi. As concentrações extraordinariamente altas de poluentes estão colocando em risco a vida de milhões de pessoas que vivem lá.