Semana de chuvas volumosas e temporais no S e de mudanças no SE

No decorrer na semana as chuvas volumosas se mantêm no Sul do Brasil e há risco para temporais. A presença de cavados e sistemas frontais contribuem para pancadas em parte do Centro-Oeste e para mudanças no estado de São Paulo.

Tiago Robles Tiago Robles 14 Out. 2019 - 13:02 UTC
As chuvas intensas e o risco de temporais se mantêm ao longo da semana para o S. Pancadas de forte intensidade também ocorre no CO em parte do SE.

A frente fria, que provocou chuvas e alívio do calor de até 40°C no Sul do Brasil, avança pela Região ao longo dessa segunda-feira (14). No entanto, a formação de uma região de cavado contribui para a ocorrência de chuvas volumosas com risco para temporais no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. No oeste, sul e noroeste gaúchos o alerta fica entre o fim da manhã e o início da tarde. Já para a porção central, norte e região metropolitana de Porto Alegre, a partir do meio da tarde.

Em Santa Catarina, as primeiras pancadas ocorrem no início da tarde no centro-leste do estado e a partir da metade do período passam a atingir o restante do estado, com risco de temporais a partir do fim do dia. No Paraná, previsão de pancadas também a partir do meio da tarde, com maior risco de temporais para a região metropolitana de Curitiba e no sul do estado.

No Centro-Oeste e no Sudeste, a presença do sistema frontal contribui para o aumento da nebulosidade e para pancadas isoladas, que podem ocorrer na forma de temporais, no Mato Grosso do Sul e no Mato Grosso. Já no estado de Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e no Rio de Janeiro o tempo segue firme, ensolarado e com temperaturas elevadas. Em São Paulo, tempo firme e quente ao longo do dia, com aumento da nebulosidade a partir do fim de tarde e ocorrência de pancadas isoladas e de forte intensidade na região metropolitana de São Paulo, sul, oeste e porção central do estado.

Previsão para a terça-feira e a quarta-feira

Na terça-feira (15), o dia fica nublado em praticamente toda a Região Sul, com sol entre nuvens somente pela manhã no oeste dos estados de Santa Catarina e do Paraná. Chuvas de moderada a forte intensidade pela manhã na metade norte do Rio Grande do Sul e de maneira fraca no leste de Santa Catarina e do Paraná. Na parte da tarde as chuvas diminuem no território gaúcho e passam a ocorrer no oeste catarinense, norte, oeste e sul paranaenses, com risco para temporais.

No Centro-Oeste e no Sudeste, calor e pancadas isoladas na parte da tarde, que podem ocorrer na forma de temporais localizados no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no estado de São Paulo. No sul de Minas Gerais e no Triângulo Mineiro, as chuvas ocorrem entre o fim da tarde e a noite e com curta duração.

Na quarta-feira (16), manhã com chuvas moderadas no norte e leste do Rio Grande do Sul, e sul de Santa Catarina. Na parte da tarde, as chuvas continuam com menor intensidade no estado gaúcho e passam a ocorrer em todo o território catarinense e na forma de pancadas no sul e leste do Paraná. Na parte da noite, previsão de chuva para todo o Rio Grande do Sul que ocorrem com fraca a moderada intensidade.

No Centro-Oeste, o tempo firme e quente predomina e as pancadas continuam a ocorrer a partir do meio da tarde, porém, em uma região menor, atingindo somente o oeste e metade sul do Mato Grosso do Sul e o norte do Mato Grosso. No Sudeste, bastante nebulosidade ao longo do dia na faixa leste de São Paulo e aumento da concentração das nuvens na parte da tarde no restante do estado, em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Previsão de chuvas isolada e de curta duração no fim da tarde no centro-leste paulista, sul de Minas Gerais e no oeste do Rio de Janeiro.

Tendência para o restante da semana

A partir da quinta-feira (17), as chuvas voltam a ocorrer de forma volumosa em toda a Região Sul e no estado de São Paulo. Entre a sexta-feira (19) e o sábado (20), uma área de baixa pressão se forma no oceano, na altura da Região Sul, e contribui para a ocorrência de temporais e chuvas volumosas ao longo do fim de semana em boa parte do Centro-Oeste e do Sudeste. Condição esta que se estende até pelo menos o início da semana seguinte.

Publicidade