Inundações catastróficas e caos na Alemanha, Bélgica e Holanda

Enchentes catastróficas atingem a Alemanha, Bélgica e Holanda, deixando vários mortos e feridos. Veja aqui os vídeos das regiões afetadas!

As fortes chuvas e tempestades que afetaram grandes áreas do oeste da Alemanha e da Bélgica nos últimos dias causaram “inundações catastróficas”. Conforme noticiado pelo jornal alemão Die Welt, citando fontes policiais, as fortes enchentes que atingiram a cidade de Schuld, no distrito de Ahrweiler, causaram várias mortes, incluindo a de dois bombeiros. Segundo fontes confiáveis, ao menos 70 pessoas estão desaparecidas, enquanto 200 mil ficaram sem energia elétrica no oeste da Alemanha.

Os países mais afetados foram o norte de Vestfalia e Renania-Palatinato. Quatro pessoas morreram em Eifel, no distrito de Ahrweiler, e em Solingen dois homens morreram afogados no porão de casa e o mesmo ocorreu com um homem e uma mulher em Colonia.

As fortes chuvas que caíram continuamente ontem, provocaram a inundação de todos os pequenos e médios cursos d'água de Laender del Saarland, de Vestfalia e de Renania.O nível do rio Mosela também sobe com o passar das horas e há muita atenção redobrada para as condições do rio Reno. O Corpo de Bombeiros está empenhado em centenas de intervenções, inclusive para socorrer pessoas que estão ilhadas em suas residências por conta das enchentes.

Esta onda de mau tempo também não poupou a Bélgica, com a província de Liegi sofrendo fortes inundações, que atingiram casas, fazendas e instalações industriais. O rio Mosa, que atravessa Liegi e Maastricht, corre o risco de transbordar.

Na Holanda, por outro lado, decidiu-se colocar o exército no sul do país para fazer frente ao que se definiu como ''o pior mau tempo dos últimos 300 anos''. Dezenas de pessoas foram obrigadas a sair de casa na província de Limburg, no sudeste da fronteira com a Alemanha, e foram alojadas em hotéis e centros esportivos. Centenas de pessoas ficaram sem eletricidade e o trabalho dos militares é ajudá-las na evacuação, mesmo após o fechamento de várias estradas e rodovias.