Fim de semana: Alerta de tempo severo para toda a Região Sul

Temporais e chuvas volumosas voltam a ocorrer em toda a Região Sul. Há potencial para transtornos devido às fortes rajadas de vento, queda de granizo e elevado acumulado. Contamos aqui os detalhes da previsão.

Tiago Robles Tiago Robles 13 Dez. 2019 - 13:47 UTC
ECMWF, temporais, granizo
Temporais e chuvas volumosas voltam a ocorrer em toda a Região Sul. Há potencial para transtornos devido às fortes rajadas de vento, queda de granizo e elevado acumulado. Contamos aqui os detalhes da previsão.

A partir deste fim de semana as chuvas voltam a ocorrer em toda a Região Sul representando uma pequena mudança de padrão que deve durar até a última semana do mês. A formação de uma frente fria ao longo do fim de semana traz condições de tempo severo para os três estados. No restante do país, pancadas ainda ocorrem de forma bastante isolada, mas o destaque fica para o aumento das temperaturas.

Alertas e destaques para o fim de semana

No início da manhã do sábado (14), a atuação de um cavado contribui para o aumento de nebulosidade no centro-oeste do Rio Grande do Sul e para chuvas de moderada a forte intensidade ao longo da primeira parte do dia no Oeste, Centro, Norte e Missões. Na parte da tarde, o cavado se desloca para leste mantém o tempo instável e há previsão de chuvas isoladas, sem potencial para transtornos em boa parte do estado. Exceção para o sul do estado onde não há previsão de chuva.

Em Santa Catarina e no Paraná, a circulação dos ventos, que transportam umidade do oceano para o continente, contribui para o dia nublado no leste deste estado. Na parte da tarde, o calor e a umidade remanescente trazem condições para pancadas isoladas no oeste, sul e norte de Santa Catarina, norte e leste do Paraná.

No restante do país, calor e sol entre nuvens ao longo do dia, com previsão de pancadas isoladas no Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, centro-sul de Minas Gerais, no Triângulo Mineiro e no Mato Grosso. Já no Nordeste, previsão de chuvas pela manhã no leste da Bahia, sem potencial para transtornos.

No domingo (15), há o aprofundamento da região de cavado ao longo do dia, ou seja, há a formação de um ciclone extratropical e de sua frente fria associada. Já na madrugada instabilidades provocam temporais no norte do Uruguai, nas regiões de Corrientes, Entre Ríos, Santa Fé e Chaco na Argentina e no oeste do Rio Grande do Sul.

Durante a manhã os temporais se espalham pela Campanha, região Central, demais áreas do Oeste e nas Missões, com potencial para fortes rajadas de vento e queda de granizo. Pancadas isoladas pré-frontais ocorrem no norte e nas áreas mais ao leste, próximas a região metropolitana de Porto Alegre. Já no início da tarde, os temporais atingem as demais áreas da Região Central e atingem o norte do estado. No sul gaúcho, as chuvas continuam de forma intensa. A partir da metade do período as instabilidades atingem o leste e a região serrana.

Em Santa Catarina e no Paraná, temperaturas elevadas, sensação de abafamento e pancadas isoladas, que podem ocorrer com forte intensidade, ocorrem entre o fim da manhã e o início da tarde. A partir da metade do período, a frente fria passa a atuar no oeste desses estados e, no decorrer da noite, atingem as demais regiões. Potencial para transtornos causados pelas fortes rajadas de vento, granizo e grande volume de chuva.

No restante do país, temperaturas ficam mais elevadas e faz bastante calor. No Mato Grosso do Sul, alerta de temporais com potencial para transtornos na parte da noite no sul e extremo oeste do estado.

Publicidade