Tufões gêmeos na Ásia: Pequim emite 'alerta vermelho'

O Noroeste do Pacífico esteve calmo nesta temporada de ciclones tropicais, mas a paz e a quietude chegaram ao fim. Lekima e Krosa, dois tufões raros estão atuando no Oceano Pacífico Ocidental em direção a várias partes da Ásia e devem atingir a China, o Japão e Taiwan com tempestades severas.

Davi Moura Davi Moura 10 Ago. 2019 - 13:06 UTC
Tempestades Lekima e Krosa como visto no satélite visível 7 de agosto de 2019. Fonte: NASA Earth Observatory.

Lekima fez landfall como um tufão neste sábado por volta da 1h da manhã, hora local, perto de Shitangzhen, na província de Zhejiang. No momento em que chegou a terra firme, os ventos perigosos fizeram o tufão ser equivalente a um furacão de categoria 3. Pelo menos 13 pessoas foram mortas e outras 16 estão desaparecidas no leste da China, de acordo com a Rede de Televisão Global da China.

Lekima foi brevemente um supertufão durante a semana em águas abertas. O poderoso ciclone trouxe mares perigosos do norte de Luzon para Taiwan e as ilhas Ryukyu. Chuva e ventos sobre as ilhas Sakashima começaram a aumentar na quinta-feira, trazendo ventos até 119 km/h. Chuvas intensas inundaram as partes do norte de Taiwan deixando mais de 40.000 pessoas sem energia na ilha.

As interações com a terra fizeram com que a intensidade dos ventos do Lekima diminuíssem. No momento, Lekima está sendo classificado como uma severa tempestade tropical. Mesmo assim, quedas de energia e danos na árvore são prováveis.

Exatamente onde a umidade prolongada de Lekima acaba outro tufão no Oceano Pacífico Ocidental atua: o Krosa. Krosa desenvolveu-se a noroeste de Guam na terça-feira, intensificando-se rapidamente a uma severa tempestade tropical. Ele foi classificado como um tufão na manhã de quinta-feira. É a terceira tempestade tropical a atingir o status de tufão em uma semana.

Meteorologistas especularam que, após este fim de semana, os tufões gêmeos podem alimentar um ao outro, com o Krosa absorvendo umidade de Lekima. Enquanto Lekima segue a costa da China seu campo de vento pode desviar o tufão Krosa em direção ao Japão.

Krosa está previsto para chegar ao continente na próxima semana, embora seu caminho exato ainda seja incerto. Krosa está atualmente localizado perto das Ilhas Marianas do Norte (ao sul do Japão) e está trazendo chuvas fortes para as ilhas vizinhas, incluindo Guam. Mais de 150 mm de chuva foram relatados em Guam na noite de Sexta-feira. Espera-se que Krosa continue se movendo para o noroeste durante o fim de semana, mas não cobrirá muito terreno porque está se movendo muito lentamente.

Na quinta-feira à noite, hora local, Krosa atingiu seu auge e foi equivalente a um furacão de categoria 3 nas bacias do Pacífico Leste e do Atlântico Norte. O sistema já perdeu parte da força do vento, mas continua sendo um poderoso tufão.

Publicidade