Tempestade de inverno na América do Norte terá consequência para a Europa

Uma forte tempestade de inverno está ativa na costa leste da América do Norte. O sistema está afetando a circulação atmosférica de grande escala e favorecerá um novo episódio frio na Europa.

Bruno César Capucin Bruno César Capucin 21 Jan. 2019 - 18:12 UTC
Semana com neve em países europeus.

Na última sexta-feira, um sistema de baixa pressão se formou nas Montanhas Rochosas dos Estados Unidos e se deslocou ao longo das Grandes Planícies, onde originou uma tempestade de inverno. Durante o sábado, chuvas fortes associadas a frente fria varreram os estados do sul, sudeste e da costa leste. Foram reportados cerca de 10 tornados no sul, um F2 gerou danos numa cidade do Alabama. Intensa precipitação invernal também se desenvolveu ao norte da área de baixa pressão que migrou para o nordeste do país. O deslocamento dessa baixa e da alta pressão de origem Ártica no sul do Canadá, possibilitou o transporte de ar gélido em uma vasta área do centro-leste e norte americano no fim de semana.

As tempestades de inverno são fenômenos meteorológicos de alto impacto, uma vez que os fortes ventos e o acúmulo de neve ou gelo inviabilizam a mobilidade urbana, gerando inúmeros inconvenientes. Pistas escorregadias tornam-se uma ameaça potencial aos motoristas. Além disso, a rede de energia elétrica sofre colapso com o peso da neve ou gelo, entre outros problemas.

Do outro lado do Atlântico Norte se encontra a Europa, continente afetado desde os primeiros dias do ano por um forte sistema de bloqueio atmosférico. Devido a isso, frequentes sistemas de baixa pressão levaram frio e neve até para locais mais ao sul, como registrado na Grécia.

Atualmente, a tempestade de inverno na costa leste da América do Norte está intensificando e amplificando a corrente de jato sobre o Atlântico Norte. A corrente de jato é formada por ventos intensos que sopram de oeste para leste em cerca de 11 km de altitude. Sua forma sinuosa (ondulada) contribui para o intercâmbio das massas de ar entre o trópico e o polo.

Entre hoje e amanhã, a amplificação do jato em direção ao sul da Europa desenvolverá uma área de baixa pressão no Mar Mediterrâneo. O sistema irá manter baixas temperaturas e previsão de neve em vários países, incluindo a Espanha, França, Alemanha, Itália, Polônia e Romênia por exemplo.

Publicidade