tempo.com

Raio atinge o interior de uma casa nos EUA, algo nunca visto antes!

Em Oklahoma, nos Estados Unidos, uma forte tempestade faz raio atingir casa e destruir o banheiro. Nessas situações, que medidas de proteção se deve tomar?

raio
Em Oklahoma, nos Estados Unidos, uma forte tempestade faz raio atingir casa e destruir o banheiro.

Uma impressionante tempestade (e muito elétrica) ocorreu na última quarta-feira, 4, na cidade de Okmulgee, localizada no estado de Oklahoma, nos Estados Unidos, com consequências nunca antes relatadas: um raio atingiu uma casa e destruiu um banheiro.

O evento foi anunciado pelos bombeiros locais, que responderam a um chamado sobre o impacto de um raio que caiu dentro de uma casa. Felizmente, não havia pessoas dentro da casa no momento do impacto, embora o dano tenha ocorrido em um momento inoportuno, já que em breve a casa seria alugada.

Conforme explicou a jornalista Brooke Griffin, o raio entrou pela ventilação do teto e seguiu em direção ao banheiro, atingindo o vaso sanitário e quebrando-o completamente.

Outro fato que a equipe de bombeiros divulgou foi que eles nunca haviam recebido uma ligação assim antes, já que dentro do banheiro, o vaso sanitário estava destruído e manchas pretas causadas pelo calor do raio podiam ser vistas nas paredes.

Além do imóvel estar vazio, felizmente o fogo após o impacto não conseguiu se espalhar para outras partes da casa, pois os bombeiros conseguiram apagá-lo rapidamente quando chegaram.

Raios, tão bonitos quanto perigosos

Na Terra, cerca de 8 milhões de raios caem todos os dias, dos quais uma fração significativa atinge áreas povoadas ou lugares onde pode haver pessoas.

Todos os anos, em média, 24.000 pessoas morrem em decorrência de raios.

A ameaça que eles representam à vida pode ser mitigada se forem seguidas uma série de recomendações e cuidados básicos a serem tomados na presença de uma tempestade.

Se estiver ao ar livre, é importante não ficar perto de objetos altos e isolados que atuam como um “efeito pontual”, encurtando a distância entre a superfície e a nuvem e facilitando o caminho do raio. Um exemplo típico a ser evitado é ficar perto de uma árvore no meio de um campo. Se nos encontramos nesta situação, é aconselhável agachar-se com as mãos atrás do pescoço, adotando a posição fetal.

No caso de estar protegido no interior de uma casa, prédio, ou qualquer outro empreendimento, é aconselhável, independentemente de ele possuir ou não pára-raios, fechar as portas e janelas, bem como evitar o contato com água corrente; durante as tempestades não é um bom momento para tomar banho ou lavar a louça.

Raios: os recordes mundiais recentes

Os raios são um fenômeno natural em crescente estudo na comunidade científica, devido em grande parte ao notável progresso nos últimos anos em sistemas de detecção e monitoramento terrestre e por satélite.

Recentemente, a Organização Meteorológica Mundial verificou e validou dois novos recordes de raios. De um lado, o de maior duração, com mais de 17 segundos, produzido durante uma tempestade em 2020 entre Argentina e Uruguai; por outro lado, o de maior distância percorrida, de 768 km no sul dos Estados Unidos, também em 2020.