tempo.com

Oak Fire destrói casas e cria cenário apocalíptico na Califórnia

O violento incêndio florestal Oak Fire explodiu perto do Parque Nacional de Yosemite, Califórnia, e se espalhou rapidamente no fim de semana, queimando mais de 16.700 acres e destruindo 7 edifícios, tornando- se o maior incêndio florestal do estado da temporada.

Oak Fire
Diversas casas foram atingidas pelas chamas do Oak Fire, o maior incêndio da temporada deste ano do estado americano da Califórnia. Foto: Noah Berger/Associated Press.d

Um incêndio florestal explodiu e ficou fora de controle nesse final de semana na Califórnia, Estados Unidos, próximo ao Parque Nacional de Yosemite. O incêndio, apelidado Oak Fire, já queimou 16.791 acres de terra e só está 10% contido, de acordo com o último comunicado do corpo de bombeiros da Califórnia nesta segunda-feira (25).

Oak Fire é considerado o maior incêndio florestal do estado da Califórnia na temporada deste ano!

O Oak Fire começou na tarde de sexta-feira (22), perto da cidade de Midpines, quando os bombeiros avançavam contra um incêndio anterior, o Washburn Fire, que queimou até a beira de um bosque de sequoias gigantes na parte sul do Parque Nacional de Yosemite, no condado rural de Mariposa. No sábado (23), as autoridades alertaram para um "comportamento de fogo explosivo” do incêndio, que rapidamente avançou pela região. No domingo (24), o incêndio consumiu mais de 56 quilômetros quadrados de floresta, sem nenhum controle ou contenção.

Até o momento mais de 6.000 pessoas foram evacuadas devido ao fogo, muitas estão em abrigos temporários. Além disso, até ontem haviam sido reportadas 7 estruturas completamente destruídas pelas chamas, incluindo residências, e outras 3.271 estruturas (residenciais e comerciais) estavam ameaçadas.

Alguns registros mostram a formação de pirocumulus na região do incêndio. Em alguns momentos do final de semana o céu da região foi tomado por densas nuvens de fumaça que somadas as luzes do crepúsculo e as cores das chamas que atingiram grandes alturas, criaram verdadeiros cenários dignos de filmes apocalípticos!

Os mais de 2 mil bombeiros, com ajuda de aviões, helicópteros, tratores e caminhões, conseguiram começar a conter o incêndio apenas nesta segunda, apesar de terem lutado com as chamas ao longo de todo o final de semana. A topografia íngreme da área, juntamente com as altas temperaturas e baixa umidade, representa sérios desafios para os bombeiros entrarem na região e tentarem conter o incêndio.

Onda de calor e pior seca em décadas

O Oak Fire e outros incêndios florestais, de menores proporções, ativos no estado da Califórnia são resultado da combinação da onda de calor exacerbante, experimentada por grande parte dos Estados Unidos nos últimos dias, combinada às condições extremamente secas vividas pelo estado da Califórnia.

Alertas de calor estão em vigor em diversas partes dos Estados Unidos à medida que uma forte onda de calor castiga o país. No domingo, o Serviço Meteorológico Nacional informou que 85 milhões de americanos estavam sob alerta de calor excessivo. As temperaturas no condado de Mariposa atingiram 38ºC no domingo e devem permanecer altas nos próximos dias!

Além do calor, mais de 63% do país está atualmente “anormalmente seco”, de acordo com o Monitor de Secas dos EUA. O estado da Califórnia é uma dos mais afetados, principalmente devido aos efeitos da La Niña duradoura, tendo seus principais reservatórios atingindo níveis extremamente críticos. Essa já é considerada a megaseca mais severa do estado americano em 1 200 anos!

Segundo especialistas, a Califórnia tem experimentos extremos climáticos cada vez mais severos, principalmente episódios de incêndios florestais, que estão cada vez maiores e mais mortais. Além dos efeitos da La Niña, o oeste dos EUA tem se tornado mais quente e seco nos últimos 30 anos, devido às mudanças climáticas.