tempo.com

Itália: desprendimento de geleira deixa vários feridos e mortos

Um grande pedaço de gelo do cume de Marmolada, nos Alpes italianos, se desprendeu na tarde do último domingo (3). Há pelo menos 6 mortos e vários feridos. O calor anômalo dos últimos dias pode ter acelerado o desprendimento.

Nas primeiras horas da tarde de domingo, 03 de julho, um enorme pedaço de gelo pontudo se desprendeu do topo da geleira da montanha Marmolada, nos Alpes italianos orientais, provocando uma avalanche de água e gelo que esmagou dois grupos de montanhistas. Haveria pelo menos 6 mortos, 9 feridos e 15 desaparecidos, segundo informações iniciais, embora a mídia europeia já esteja relatando o aumento de mortes e desaparecimentos. As operações de resgate foram iniciadas quase imediatamente, compostas por pelo menos cinco helicópteros, decolando de Trento, Bolzano, Cortina e Belluno, e por vários cães farejadores.

O desprendimento desta pedra pontiaguda — formação típica de geleiras em forma de torre ou pináculo — ocorreu após semanas de temperaturas extremamente altas nos Alpes. No último sábado (02), a temperatura em Marmolada subiu mais de 10ºC acima da média. Já nas últimas semanas, valores bem acima da média para o período haviam sido alcançados nos Alpes, em um junho anômalo para o país. Além disso, este ano, a cobertura de neve dos Alpes desapareceu cerca de dois meses antes do normal: portanto, as geleiras estão ainda mais expostas ao derretimento.

O desprendimento, de acordo com as primeiras informações fornecidas pelo Corpo de Socorro Alpino e Espeleológico, teria ocorrido nas proximidades de Punta Rocca, na via de acesso principal da rota para chegar ao cume. A avalanche de água e gelo sobrecarregou completamente alguns grupos de alpinistas. "Com o aquecimento global, as geleiras estão diminuindo e, quando caem, caem pedaços como arranha-céus", disse o conhecido alpinista Reinhold Messner após o desastre, que acrescentou no jornal La Repubblica: "as pedras de gelo sempre caíram, mas, na década de 1960, o perigo de isso acontecer era muito menor".

La Marmolada é uma cordilheira dos Alpes orientais localizada na fronteira entre a província de Trento e a província de Belluno, e é a mais alta das Dolomitas. Nesta se encontra a geleira de mesmo nome, que nos últimos anos vem derretendo a uma taxa muito alta. Um estudo alertou recentemente que, com a atual tendência de derretimento, ela desaparecerá em 15 anos.