Cidades de SC registraram 200 mm nas últimas 24 horas e prejuízos

Uma baixa pressão gerou grandes áreas de instabilidade que provocaram acumulados extremos de chuva em municípios do leste de Santa Catarina entre a noite de terça-feira e madrugada de quarta-feira. Algumas cidades chegaram a acumular mais de 200 mm de chuva!

chuva Santa Catarina
Fortes temporais geraram grandes acumulados de precipitação em municípios do leste catarinense na noite de ontem para hoje. Fotos: Prefeitura de Camboriú.

Entre a noite desta terça-feira (08) e madrugada de quarta-feira (09) o estado de Santa Catarina recebeu grandes acumulados de precipitação que causaram uma série de prejuízos e transtornos, principalmente no leste do estado, nas regiões da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte.

As instabilidades se propagaram de oeste para leste do estado durante a noite de terça-feira. No início da noite munícipios da região oeste de Santa Catarina registraram chuva de granizo, descargas elétricas e fortes rajadas de vento. Cidades como Guatambu, Chapecó, Xaxim e Palmitos registraram a ocorrência de chuva de granizo.

Horas depois, já próximo ao final da noite, as instabilidades ganharam ainda mais força no leste do estado. Diversas cidades receberam acumulados extremamente altos, da ordem de 100 a 200 mm nas últimas 24 horas, de acordo com medições do EPAGRI/CIRAM, como:

  • Tubarão: 213 mm
  • Itajaí: 172 mm
  • Camboriú: 198 mm
  • Jaguariúna: 159 mm
  • Antônio Carlos: 150 mm

O acumulado mais extremo ocorreu na cidade de Canelinha, na Grande Florianópolis, que chegou a acumular 287 mm nas últimas 24 horas, sendo que toda essa chuva caiu entre as 21 h de terça e 5 h de quarta. O excesso de água alagou ruas, invadiu casas, provocou deslizamentos de terra e deixou pessoas ilhadas que tiveram que ser resgatadas.

Segundo a Defesa Civil, cerca de 146 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas e foram levadas ao abrigo municipal de Canelinha. Alguns moradores da cidade relataram que as águas invadiram rapidamente suas residências e alguns deixaram suas casas com a água na altura do pescoço.

17 cidades no estado registraram ocorrências devido às chuvas. Em Itajaí o Corpo de Bombeiros atendeu 18 ocorrências relacionadas a deslizamentos de terra, alagamentos e queda de árvores. Em Balneário Camboriú foram registrados pontos de alagamento e um deslizamento de terra na Avenida Panorâmica.

Na cidade de Camboriú, uma mulher grávida e uma idosa de 103 anos foram resgatadas pela Defesa Civil após um rio transbordar e alagar suas residências. A idosa teve que ser resgatada das águas por um trator, com outras pessoas que também estavam na região.

Veja a previsão do tempo para o resto da semana: Alerta de temporais, frio e formação de geada nos próximos dias

Em Brusque, onde foram registrados 96,6 mm de chuva, uma ponte desabou por volta das 11h de hoje, ainda não se sabe ao certo o que pode ter ocasionado sua ruptura, mas há suspeitas que o grande volume de água possa ter fragilizado a estrutura. Uma câmera de segurança registrou o exato momento do rompimento, por pouco caminhão não foi “engolido” e uma mulher que atravessava a ponte a pé no exato momento caiu, mas felizmente não se feriu.

A presença de um sistema de baixa pressão em médios e altos níveis da atmosfera (cavado) foi responsável pela formação das instabilidades que foram intensificadas no leste do estado devido a atuação de ventos vindos do oceano, que alimentaram ainda mais a convecção. Esse sistema de baixa pressão deverá continuar atuando próximo ao litoral do estado até sexta-feira, o que pode favorecer a ocorrência de mais chuva, principalmente no litoral catarinense.