tempo.com

Chuvas volumosas provocaram inundações devastadoras em Dallas, EUA

A região de Dallas, no estado americano do Texas, foi arrasada por um sistema de tempestades na noite de domingo para segunda-feira que resultou no maior acumulado de precipitação dentro de 24 horas em quase 90 anos, resultando em inundações e enxurradas.

Inundações Dallas
Chuvas extremamente volumosas na noite de domingo causaram grandes inundações na região metropolitana de Dallas, Texas. Imagem: AccuWeather.

O estado americano do Texas normalmente nesta época do ano costuma ficar em alerta devido a alta atividade de tempestades tropicais e furacões que costumam se desenvolver sobre o Golfo do México e eventualmente atingem a costa do estado. Neste ano, o estado tem sido poupado pelos ciclones tropicais, devido a uma temporada mais tranquila que o previsto, porém, mesmo assim não ficou isento de episódios devastadores de chuvas torrenciais!

A cidade de Dallas, no estado americano do Texas, recebeu em uma noite toda a chuva esperada para o verão! Toda essa chuva resultou em prejuízos e caos generalizado na região devido às inundações.

Um intenso sistema de tempestades se deslocou lentamente sobre a região metropolitana de Dallas e Fort Worth, no nordeste do estado, despejando mais de 200 mm de chuva na noite de domingo para segunda, o que resultou em grandes alagamentos em diversas partes da região. Perto do centro de Dallas foram registrados acumulados de 230 mm em um curto período de tempo, acumulado maior do que o esperado para todo o período de verão na região, que costuma receber 208 mm.

Da tarde de domingo até as 7h da manhã (hora local) de segunda-feira (22), o Aeroporto Internacional de Dallas-Fort Worth registrou 178 mm de chuva, isso é mais chuva do que foi registrado em todo período entre 1° de maio a 20 de agosto, que acumulou apenas 166 mm de chuva. Outras estações meteorológicas não oficiais relataram acumulados ainda maiores: 393 mm em Londonberry Lane e 395 mm em Parkdale, no leste de Dallas.

As chuvas continuaram ao longo da segunda-feira. De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS, sigla em inglês) o acumulado de 230 mm registrado no período de 24 horas entre as 14h de domingo e segunda é o segundo maior acumulado registrado desde de setembro de 1932!

Da seca ao dilúvio!

Até então Dallas e região estavam vivenciando uma seca excepcional neste verão, de acordo com o Monitor de Secas dos Estados Unidos. A região experimentou uma longa sequência de 67 dias sem nenhuma chuva significativa, a segunda maior sequência desse tipo da história da cidade de Dallas. Essa sequência terminou no dia 10 de agosto, mas as condições mais secas e quentes que o normal persistiram até o dilúvio que aconteceu neste domingo.

Com um volume tão alto de chuva caindo num curto período de tempo sobre uma superfície muito seca ou impermeável (no caso das áreas asfaltadas), o solo não é capaz de absorver toda essa água, o que resulta em inundações repentinas e enxurradas violentas, como foi o caso de Dallas na noite deste domingo.

Em diversas partes da região metropolitana de Dallas as ruas e estradas foram tomadas completamente pelas águas, pegando muitos motoristas desprevenidos que tiveram que ser resgatados ou sair nadando de seus veículos. Uma mulher de 60 anos morreu quando seu veículo foi arrastado pelas águas. As águas também invadiram as partes baixas da cidade, invadindo residências e prédios.

O rio Trinity, que passa por Dallas, subiu quase 20 pés (6 metros) durante a noite de domingo, atingindo seu menor estágio de inundação. O nível do rio continuou a subir rapidamente na segunda, chegando ao nível de 38 pés (11,6 metros) no início desta terça-feira (23), atingindo o estágio de inundação moderada. Comparado a poucos dias antes do dilúvio, o cenário das margens do rio mudou drasticamente.