Após perdas no agro por geadas, o que espera neste início de agosto?

Após um mês de julho com condições adversas do tempo com geadas severas que provocaram muito prejuízo na agricultura brasileira, começa o mês de agosto. Como será que fica o clima? Nos primeiros dias do mês, manutenção do tempo seco e gradual elevação da temperatura.

Após um mês de julho com condições adversas do tempo, fortes geadas que provocaram prejuízos enormes à agricultura brasileira, o que esperar para o mês de agosto?

Uma pergunta que produtores de trigo, milho safrinha, tabaco, cana de açúcar, citrus e especialmente de café se fazem neste momento tão desolador. Uma perda que cafeicultores não tinham há 27 anos, quando houve o último evento severo de geadas em 1994. Afinal, não foi apenas a safra atual que sofreu danos, a de 2021/22 também sofrerá consequências.

A primeira semana de agosto promete ser de tempo seco sobre a maior parte do Brasil, com exceção de áreas costeiras que devem registrar pancadas de chuva devido a circulação dos ventos úmidos que sopram do mar contra à costa. Áreas da faixa norte da região Nordeste e Norte também devem ter uma semana com mais chuva. Com relação ao frio extremo, por enquanto trégua, não há mais expectativa de geadas. Os próximos dias devem ser marcados pela grande amplitude térmica e pelos baixos índices de umidade relativa do ar.