Semana com alertas de chuvas volumosas em boa parte do Centro-Sul

O risco de chuvas volumosas e de temporais serão o destaque para esta semana em boa parte do país. Há potencial para transtornos como alagamentos, inundações e ventos intensos nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Tiago Robles Tiago Robles 11 Nov. 2019 - 12:51 UTC
Chuvas se tornam mais abrangentes e o risco para transtornos aumenta em boa parte das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

A segunda semana de Novembro será de risco para temporais e chuvas volumosas para várias localidades das regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul. O frequente desenvolvimento de áreas de baixa pressão sobre o continente e o no oceano mantém o tempo instável e potencializa as chuvas na metade norte da Região Sul e em boa parte do Sudeste e Centro-Oeste. A partir da sexta-feira (15), as chuvas passam a se concentrar na porção Centro-Norte.

Alertas e destaques para a semana

Nesta segunda-feira (11), as chuvas ainda ocorrem de forma isolada, no entanto, a partir do meio da tarde há risco para temporais no norte do Paraná, sul do Mato Grosso do Sul, no estado de São Paulo, Triângulo Mineiro, sul e leste de Minas Gerais e, principalmente, no Rio de Janeiro, onde as chuvas mais intensas ocorrem entre o fim de tarde e a noite.

Na terça-feira (12), apesar da previsão de chuva em boa parte do Brasil Central, a distribuição é mais isolada que a do dia anterior. Bastante nebulosidade pela manhã na faixa leste, que vai do Rio Grande do Sul até o Espírito Santo, devido à circulação dos ventos que transportam umidade do oceano em direção ao continente. Essa condição traz potencial para chuvas de fraca intensidade nas áreas litorâneas e da Serra do Mar. Na parte da tarde, as chuvas se espalham e se intensificam no interior de São Paulo, no Rio de Janeiro, no Espírito Santo, sul e leste de Minas Gerais, no entanto, é no estado do Mato Grosso do Sul onde há risco para temporais localizados.

Na quarta-feira (13), uma área de baixa pressão no Paraguai e uma região de cavado na Região Sul contribuem para chuvas de fraca a moderada intensidade no Rio Grande do Sul e mais abrangentes no Mato Grosso do Sul, norte do Paraná e no oeste de São Paulo. A partir do meio da tarde, as instabilidades ganham intensidade e se espalham pelo Centro-Sul, levando risco para temporais e chuvas volumosas para toda a Região Sul, o Mato Grosso do Sul, estado de São Paulo, Rio de Janeiro, centro-sul e leste de Minas Gerais. Temporais isolados também atingem o estado do Mato Grosso. Entre o fim da tarde e a noite é o período quando ocorrem as chuvas mais intensas.

Na quinta-feira (14), alerta de chuvas de moderada a forte intensidade já pela manhã desde o norte do Rio Grande do Sul até o sul do Mato Grosso e estado de São Paulo e do Rio de Janeiro. As chuvas mais volumosas do período ocorrem no Mato Grosso do Sul e no Paraná. Na parte da tarde, as instabilidades ganhem intensidade e o risco para transtornos, por conta das chuvas intensas, se estende para praticamente todo o Centro-Sul, com exceção para o oeste e sul do Rio Grande do Sul, metade norte de Goiás e de Minas Gerais. Entre o fim da tarde e a noite, alerta especial para o leste paulista, o Rio de Janeiro e centro-sul de mineiro, devido ao risco de inundações e deslizamentos de terra.

Na sexta-feira (15), uma área de baixa pressão intensa se forma próximo a costa do estado de São Paulo, mantendo o tempo instável e chuvoso sobre o Brasil Central. Alerta de chuvas intensas pela manhã no estado de São Paulo, no Rio de Janeiro, no Mato Grosso e no norte do Mato Grosso do Sul. Na parte da tarde, os alerta de tempo severo se concentram no Espírito Santo, norte e oeste de Minas Gerais e no território mato-grossense.

Publicidade