StoreWindows10

Qual a tendência para as próximas semanas?

Nos próximos dias as chuvas e o frio irão reduzir, mas o que isso representa? Uma mudança de padrão? Contamos mais sobre as condições do tempo nas próximas semanas.

Tiago Robles Tiago Robles 11 Jul. 2018 - 12:04 UTC
A tendência para os próximos dias é de condições típicas do inverno.

É característico do inverno que se observe a redução das chuvas em praticamente todo o Brasil, com umidade concentrada no estado do Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina. Essa condição será observada nos próximos dias até pelo menos última semana do mês, com mudanças previstas no padrão a partir deste período.

Antes de tratar com mais detalhes sobre as condições meteorológicas das próximas semanas, vale lembrar de que estamos sob condição de neutralidade para El Niño Oscilação Sul (ENOS), representando que as condições de temperatura do Pacífico Equatorial não influenciará no tempo e clima do Brasil. Assim, a temperatura do Oceano Atlântico e a Oscilação Antártica serão os fatores influentes nas próximas semanas.

Tendência para as próximas semanas

Para esta semana está sendo previsto e muito falado, sobre a massa de ar polar que vem avançando lentamente sobre a Região Sul e proporcionando a ocorrência de neve no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, bem como, o fenômeno de friagem na Região Norte. A previsão é que este sistema se desloque mais para norte e aumente a sensação de frio em praticamente todo o país, com potencial para ocorrência de geada nos três estados da Região Sul neste quinta-feira (12).

A partir da sexta-feira (13) o frio passa a diminuir e o fim de semana tende a ser mais agradável, com predomínio de tempo firme e chuvas concentradas no litoral leste do Nordeste. No entanto, a partir de segunda-feira (16), o tempo volta a mudar no Rio Grande do Sul, devido à formação de instabilidades sobre o estado, que provocam chuva de moderada à forte intensidade. Essa condição de instável se mantém ao longo de toda a semana, sendo reforçada pela formação de uma frente fria a partir da quinta-feira (18).

Acumulados de chuva para o período do dia 11 até o dia 20 de Julho, segundo o modelo ECMWF.

Os sistemas de chuva (frentes frias ou baixas pressões) não conseguem avançar para o norte e se mantêm sobre o Rio Grande do Sul, o que proporciona uma condição de mais umidade para o estado e parte de Santa Catarina, e mais seca e quente para o restante do país.

A partir da última semana do mês, os modelos climáticos mostram uma amplitude maior desses sistemas, ou seja, as chuvas voltam a ocorrer em toda a Região Sul, Sudeste e estado do Mato Grosso do Sul. No entanto, isso também representa uma maior amplitude de massas de ar polar e, consequentemente, uma maior probabilidade de ocorrência de geadas.

Publicidade