tempo.com

Frio aumenta no Sul e ar polar se espalha por boa parte do Brasil

As temperaturas já se encontram baixas na Região Sul e nos estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e do Mato Grosso do Sul. No entanto, uma nova massa de ar polar intensifica o frio e consegue espalhar o ar gelado pelo país. Saiba aqui o que esperar.

ar polar frio intenso
O frio também é destaque na próxima semana! Uma massa de ar polar consegue espalhar o frio por boa parte do país.

A primeira quinzena de agosto tem se mostrado mais úmida e fria, e tendo em vista as previsões para a próxima semana, até mesmo mais do que o esperado.

Além das chuvas volumosas e dos ventos intensos, o ciclone extratropical irá contribuir para impulsionar o ar frio, proveniente de uma massa de ar polar, por boa parte do país.

A massa de ar polar e o ar frio se espalhando pelo país

A incursão do ar frio começa na madrugada da terça-feira (09), com a massa de ar polar sobre a Argentina e os ventos de sul transportando o ar frio até o oeste da Região Sul e sul do Mato Grosso do Sul.

O ar frio chega até a Região Norte, proporcionando o fenômeno de friagem.

Ao longo do dia, os ventos de sul se intensificam no norte da Argentina e no Paraguai e o ar frio consegue chegar ao estado de Rondônia e ao norte do Mato Grosso pode volta de meados da tarde. Essa condição se mantém até a noite, quando o ciclone extratropical de fato começa a se formar.

Assim, durante o último período do dia, o ar frio já começa a se espalhar melhor pela metade oeste e norte da Região Sul, começa a atuar no oeste e noroeste do estado de São Paulo até o sul de Goiás, sul do Amazonas e estado do Acre.

Na quarta-feira (10) e na quinta-feira (11), o ar frio e seco se espalha e avança até a porção central da Região Norte, tratando também dos dias mais frios. No entanto, o núcleo da massa de ar polar se desloca mais para o Sul, ao sul do ciclone extratropical, o que não traz o potencial de um evento tão intenso quanto poderia ser ou equivalente ao que aconteceu entre os meses de maio e junho.

De qualquer modo é um sistema que traz bastante frio e as temperaturas no fim da madrugada de quinta-feira (11) atingem valores abaixo dos 10°C em praticamente todo o centro-sul do país, com exceção das regiões litorâneas da Região Sul e do Sudeste e do norte do Mato Grosso do Sul.

Até o norte da Região Centro-Oeste, as mínimas podem variar de 11°C a 16°C e na porção central da Região Norte até o seu extremo oeste, as temperaturas ficam entre 18°C e 22°C. Mesmo com o avanço do ar frio, no centro-norte do país o calor predomina ao longo do dia, com máximas que passam dos 35°C. Sensação de frio ao longo do dia somente na Região Sul, no sul e centro-leste de São Paulo, no sul de Minas Gerais e no Rio de Janeiro.

Há risco de geada?

Neste evento de frio, o dia com maior probabilidade para geadas é quinta-feira (11). Mesmo se tratando de episódio de queda das temperaturas em boa parte do país, o risco para formação de geada é baixo.

Há potencial de geada fraca no Norte e Serra do Rio Grande do Sul, no Planalto de Santa Catarina e no sul do Paraná e nas áreas mais elevadas entre o sul de Minas Gerais e o estado de São Paulo. Na Serra Catarinense, há potencial para geada mais intensa.