Fim de semana de muito calor e o anúncio da frente fria da mudança

No decorrer do fim de semana os ventos voltam a soprar de norte e esse escoamento contribui para o aumento das temperaturas em boa parte do Brasil e para o transporte de fumaça do Norte para o Sul.

Tiago Robles Tiago Robles 13 Set. 2019 - 15:56 UTC
Temperatura volta a subir a fez muito calor durante o fim de semana.

Ao longo do fim de semana a frente fria que provocou bastante chuva na Região Sul e que muda o tempo nesta sexta-feira no estado de São Paulo e no Rio de Janeiro, se afasta para o oceano e a massa de ar polar, na sua retaguarda, passa a influenciar as condições do tempo durante o sábado (14). No domingo (15), os ventos de norte passam a ser os protagonistas provocando aumento das temperaturas, sensação de bastante calor e agravando as condições de umidade do ar na porção central do país.

Já na próxima semana, uma frente fria provoca mudanças em no Centro-Sul, com aumento da chance de ocorrência de chuva e o avanço de uma massa de ar polar mais intensa. A seguir os detalhes para o fim de semana.

Previsão do tempo para o fim de semana

No sábado (14), a massa de ar polar se encontra no oceano e contribui para o transporte de umidade para a faixa leste que vai do sul de Santa Catarina até o Rio de Janeiro, onde o dia fica nublado e com temperaturas mais amenas. No estado de São Paulo, essa condição só ocorre no litoral e até o ABC, no interior o tempo segue firme e ensolarado. No Rio Grande do Sul, o sol aparece entre nuvens, com previsão de chuva isolada na parte da tarde na metade norte do estado devido à atuação de uma região de cavado.

No Centro-Oeste e porção sul da Região Norte, o tempo seco e quente se mantém com máximas que superam os 40°C. A umidade relativa e o forte calor podem causar problemas de saúde, por isso a ingestão de líquidos ao longo do dia se faz muita mais que o necessário. O escoamento dos ventos pode transportar fumaça de queimadas para o oeste da Região Sul, principalmente pelo fato de passar pela Bolívia, onde há mais focos de incêndio.

No domingo (15), o transporte de umidade ainda ocorre por parte da massa de ar polar mais afastada no oceano. No entanto, o tempo fica nublado somente no início da manhã no leste paulista e no Rio de Janeiro, onde o restante do dia será ensolarado e quente. Já no leste catarinense o sol tem mais dificuldades de aparecer, mas consegue dar as caras na parte da tarde. No fim do dia, o tempo volta a fechar e há previsão de chuva fraca e muito pontual.

Nas demais áreas do Sudeste e do Sul o calor volta com força e a sensação é de abafamento. Na porção central do Rio Grande do Sul, os ventos de norte além de provocarem aumento das temperaturas, ocorrem com moderada intensidade com rajadas de até 60km/h, sendo mais intensas durante a noite e a madrugada, devido a aproximação de uma frente fria do Uruguai. Há risco de temporais no sul do estado.

Semana da mudança de padrão

A próxima semana será o indicativo de uma mudança que irá se concretizar na última semana de Setembro. O bloqueio, que estava impedindo os sistemas frontais de avançarem, já se encontra enfraquecido e a frente fria no Uruguai consegue se deslocar com facilidade, levando risco de chuvas volumosas e temporais para a Região Sul. Mesmo atuando de forma costeira na Região Sudeste, traz potencial parra pancadas de chuvas isoladas no interior de São Paulo, no sul de Minas Gerais e no Triângulo Mineiro.

No fim da semana, outro sistema frontal se forma sobre a Região Sul e avança durante o fim de semana atingindo parte do Sudeste e do Centro-Oeste. Uma massa de ar polar mais intensa passa a atuar e os ventos de sul transportam o ar mais frio até a Região Norte.

Publicidade