tempo.com

Extensa frente fria deixa alertas de tempo severo do Sudeste até o Norte

Uma frente fria associada ao ciclone extratropical, que irá se formar na Região Sul, deixa alertas de tempo severo nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte. Trata-se de um sistema extenso e com potencial tempestivo.

alerta de tempo severo
Frente fria associada ao ciclone extratropical se estende até o Norte do Brasil. Há alertas de tempo severo também no Sudeste e Centro-Oeste.

Apesar de estarmos na primavera, o clima de inverno é bastante evidente ainda, com massas de ar frio atuando em boa parte do centro-sul e sistema frontais avançando continentalmente.

ATENÇÃO: Alertas de tempo severo se espalham pelo centro-sul do país nos próximos dias!

Esse padrão é o que será observado nos próximos dias, com o processo de formação de um ciclone extratropical na Região Sul e com o avanço da sua frente fria associada pelo Sudeste e Centro-Oeste, se estendendo até a Região Norte.

O avanço da frente fria e os alertas de tempo severo

Na quinta-feira (06), o processo de formação de um ciclone extratropical se inicia com a atuação de baixa pressão na Região Sul, que já pela manhã, favorece também a formação de instabilidades sobre o Mato Grosso do Sul e extremo oeste do estado de São Paulo.

No período da tarde, uma região de cavado, que é a extensão da baixa pressão na Região Sul e que irá dar origem ao sistema frontal, se estende mais para norte contribuindo para a formação de instabilidades em todo o Mato Grosso do Sul, centro-sul e oeste do Mato Grosso, sul de Goiás, todo o estado de São Paulo, região do Triângulo Mineiro e região central de Minas Gerais. Nas áreas do centro-leste paulista, as instabilidades passam a atuar mais para o fim do dia.

As chuvas podem ocorrer na forma de intensos temporais, que podem vir acompanhados de queda de granizo.

Nas horas seguintes, as instabilidades continuam atuando sobre essa áreas, mas se deslocam para a porção central e oeste do Mato Grosso e metade sul de Goiás.

As instabilidades no dia levam potencial para chuvas de forte intensidade, intensas tempestades, que podem ocorrer na forma de granizo. Há a possibilidade da formação de linhas de instabilidade no oeste de Santa Catarina, oeste e norte do Paraná, no oeste de São Paulo e, principalmente nos estados do Centro-Oeste.

Na sexta-feira (07), a frente fria perde intensidade, mas avança por todo o estado de São Paulo, chegando ao centro-sul de Minas Gerais e ao Rio de Janeiro por volta do fim da manhã. As chuvas ocorrem de forma mais isolada e com até forte intensidade no início da manhã no oeste e centro-norte de São Paulo e na região do Triângulo Mineiro.

No Centro-Oeste e no oeste da Região Norte, há risco de temporais no centro-norte do Mato Grosso, no estado de Rondônia, no Acre e no oeste do Amazonas. Em Goiás, as chuvas ocorrem com fraca intensidade.

No período da tarde, alertas de pancadas de forte intensidade e temporais no centro-sul de Minas Gerais, incluindo a região de Belo Horizonte, no Rio de Janeiro, na porção central de Goiás, o que inclui a região de Brasília, no norte do Mato Grosso, em Rondônia, no oeste do Amazonas e no estado do Acre. No período da noite não há mais potencial para eventos intensos de precipitação.

No sábado (08), as o sistema frontal se encontra no oceano, mas próximo da costa do Espírito Santo, favorecendo a formação de nebulosidade sobre o centro-leste do país.

Pela manhã, o tempo firme predomina, mas a partir do meio da tarde, instabilidades se desenvolvem e há potencial de pancadas de forte intensidade e de temporais em boa parte de Minas Gerais, no Espírito Santo, na metade sul de Goiás, no norte do Mato Grosso do Sul, na porção central e noroeste do Mato Grosso, no oeste da Região Norte e no sul da Bahia.