tempo.com

Formação de ciclone traz intensa mudança do tempo para a Região Sul

A primeira parte da semana será de tempo firme em toda a Região Sul, no entanto, a partir da quinta-feira há previsão de um intensa mudança devido ao processo de formação de um ciclone. Elevado potencial para temporais e chuvas intensas.

ciclone extratropical tempo severo
Processo de formação de um ciclone extratropical traz de volta o potencial de tempo severo para a Região Sul. Há alerta de chuvas intensas e temporais

O início da primeira semana de outubro traz condições de tempo estáveis para praticamente toda a Região Sul, com céu mais fechado no leste de Santa Catarina e do Paraná, com baixo potencial de chuva.

Já a partir da madrugada de quinta-feira (06), o processo de formação de um ciclone extratropical se inicia, com o deslocamento de uma baixa pressão, que se forma entre o Paraguai e o norte da Argentina, em direção à Região Sul e se tornando um ciclone entre à noite e a madrugada da sexta-feira (07).

O processo de formação do ciclone e os alertas de tempo severo

Como descrito anteriormente, uma baixa pressão entre a Argentina e o Paraguai se forma na noite da quarta-feira (06) e se desloca ao longo da madrugada da quinta-feira (07) em direção à Região Sul. As primeiras trovoadas e temporais já ocorrem em todo o oeste da Região Sul e, por volta do final do período, já atingem parte da região Central e Campanha do Rio Grande do Sul.

No período da manhã da quinta-feira (07), com o avanço da baixa pressão, as chuvas intensas e temporais deixam alertas de tempo severo para todo o Rio Grande do Sul, o centro e meio-oeste de Santa Catarina e a metade oeste do Paraná, incluindo o norte do estado. Em Porto Alegre, as instabilidade passam a atuar por volta do fim do período.

No período da tarde, as chuvas diminuem no Oeste e na região das Missões no Rio Grande do Sul, mas continuam muito intensas e com elevado potencial para transtornos nas demais regiões gaúchas. Em Santa Catarina, chuvas ocorrem com até moderada intensidade em praticamente todo o estado, com risco de temporais somente no oeste. No Paraná, as chuvas ocorrem de forma mais desorganizada e com fraca intensidade em boa parte das regiões, sendo somente o Oeste com risco de temporais.

As chuvas ocorrem na forma de temporais em boa parte da Região Sul e os maiores acumulados ocorrem no oeste do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná.

No período da noite, as chuvas diminuem no Rio Grande do Sul, mas ainda podem ocorrer com fraca a moderada intensidade. Em Santa Catarina, o risco de temporais pontuais agora atingem o restante do estado, bem como no estado do Paraná, com redução somente nas áreas mais do Oeste. No entanto, não se descarta a ocorrência de tempo severo.

ciclone tempo severo
O processo de formação do ciclone extratropical na Região Sul, traz risco de tempo severo. Os maiores acumulados são esperado para o oeste da Região Sul.

Na sexta-feira (07), com o ciclone extratropical formado e seu deslocamento para o oceano também permitindo o avanço de uma massa de ar polar, e a frente fria atuando atuando no Centro-Oeste e no Sudeste, as chuvas reduzem bastante e o tempo firme predomina na Região Sul.

Na porção leste e norte da Região Sul, que engloba o leste do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, o norte e leste do Paraná, o tempo continua mais nublado com possibilidade de chuva de fraca intensidade. Nas demais regiões desses estados, o tempo firme predomina, com sol entre poucas nuvens.