Polônia: incrível efeito do avião "cortando" nevoeiro em aterrissagem

Aqui mostramos um vídeo espetacular no qual você pode ver que o nevoeiro é "cortado" por um dos maiores aviões do mundo. Por quê isso aconteceu?

Essas imagens da Polônia, que foi afetada pela formação de grandes e persistentes bancos de neblina no início do ano, são realmente espetaculares. O vídeo postado aqui mostra um Antonov An-225 (o maior avião do mundo) pousando em uma pista do aeroporto de Rzeszów em uma espessa camada de neblina.

Sabemos que em condições de baixa visibilidade horizontal, e principalmente quando é inferior a 200 metros, é muito difícil realizar manobras de decolagem ou pouso. Apenas os pilotos mais experientes, com muitas horas de voo e vasta experiência no solo, podem operar nestas situações, pois possuem excelente conhecimento de voar em altitudes muito baixas graças aos instrumentos, quando não há contato visual com a pista.

Quando a visibilidade é muito baixa, apenas os pilotos mais experientes podem operar nessas situações.

Se você assistir o vídeo com atenção, durante a fase de pouso do Antonov, pode-se ver como a esteira produzida pelas asas do próprio avião tende a criar os famosos "vórtices de ponta de asa", ou seja, turbulência repentina capaz de romper a camada de neblina que se forma perto do solo.

Além disso, o empuxo produzido pela força de sustentação (a mesma que permite que o avião permaneça suspenso) contra o ar consegue "cortar" o nevoeiro, criando aqueles vórtices espetaculares que separam o banco de neblina em duas partes. Quando o fenômeno ocorre à noite, esses redemoinhos são iluminados pelas luzes do aeroporto, criando um efeito muito impressionante.