Entenda a onda de frio extremo que causou mortes nos EUA

O centro-oeste e as planícies do norte dos Estados Unidos da América (EUA), assim como o Canadá, foram tomados pelo gelo esta semana. Imagens incríveis do frio extremo circularam na internet esta semana. A onda de frio já está enfraquecendo, porém causou 21 mortes.

Davi Moura Davi Moura 02 Fev. 2019 - 05:32 UTC
Vista de prédios em Chicago e beira do Lago Michigan congelada — Foto: Reuters/Pinar Istek

No norte de Minnesota, a temperatura chegou a -48ºC com sensação térmica de -54ºC. De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA (NWS, na sigla em inglês), uma pessoa ao ar livre pode ser congelada em apenas 10 minutos nestas condições. O frio chegou de forma devastadora causando cancelamento de voos e viagens de trem, além do fechamento de escolas e a paralisação dos serviços de correio em diversos estados.

O problema agora é com a mudança brusca de temperatura que deve subir até 26º em alguns lugares. O rápido desgelo gera risco de inundações de rios e tubulações podem explodir. As temperaturas devem ficar próximas do 0ºC neste fim de semana e positivas na segunda-feira (04/02). A cidade de Chicago, por exemplo, pode alcançar 11ºC na segunda.

Durante a semana, o presidente dos EUA, Donald Trump, utilizou suas redes sociais para ironizar cientistas: “No belo centro-oeste, as temperaturas do vento estão atingindo -60°C, o maior frio já registrado. Nos próximos dias, espera-se que fique ainda mais frio. As pessoas não podem ficar do lado de fora nem por alguns minutos. Que diabos está acontecendo com o aquecimento global? Por favor, volte logo, precisamos de você!”, tuitou o presidente.

A causa do frio deve-se a um evento conhecido como Vórtice Polar. O vórtice polar é uma circulação de ventos na estratosfera a aproximadamente 50 km de altitude. Geralmente, o vórtice polar tem ventos com velocidades de 240 km/h (tão forte quando os mais poderosos ciclones tropicais). Porém, as vezes o vórtice polar pode enfraquecer. Neste caso, a circulação contínua pode se quebrar e distorcer.

Quando o vórtice polar enfraquece, a corrente de jato também perde força e, consequentemente, isso afeta o tempo na superfície da terra. A corrente de jato é uma faixa de ventos fortes no alto da troposfera que conduz sistemas de baixa pressão na superfície da terra. Quando o vórtice polar enfraquece a corrente de jato, permite que o ar frio dos polos se espalhem para latitudes menores.

Publicidade