Nova tempestade tropical a caminho de Moçambique e Tanzânia

Um novo sistema tropical está se formando no Oceano Índico, a norte de Madagascar. Esse nova ameaça tropical poderá se tornar um ciclone tropical e atingir a Tanzânia e Moçambique, que já foi atingido pelo poderoso ciclone tropical Idai em março.

Paola Bueno Paola Bueno 23 Abr. 2019 - 10:26 UTC
Um sistema tropical está em formação a norte de Madagascar, ameaçando atingir o sul da Tanzânia e norte de Moçambique. Foto: Meteosat/ EUMETSAT.

Um novo sistema tropical está se formando no sul do Oceano Índico, a norte de Madagascar. Esse sistema poderá se intensificar e se transformar numa potencial ameaça para a costa leste da África, mais especificamente para o sul da Tanzânia e norte de Moçambique, que em março já foi atingido pelo poderoso ciclone Idai.

“As projeções indicam que este sistema poderá atravessar o canal de Moçambique a partir de amanhã, 23 de abril, e espera-se que o mesmo evolua podendo atingir o estágio de tempestade tropical severa ao se aproximar da costa norte de Moçambique nos próximos dias, afetando a região norte de Cabo Delgado e sul da Tanzânia”, diz o comunicado divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia de Moçambique (INAM), na manhã dessa segunda-feira (22/04).

Atualmente o sistema de baixa pressão atua a norte de Madagascar, mas a partir dessa terça (23/04) ele passa a avançar para oeste em direção as pequenas ilhas a noroeste de Madagascar, como Mayotte e Comores. O sistema que ganhará intensidade, se tornando uma tempestade tropical, atingirá as ilhas na quarta-feira (24/04), causando acumulados de chuva superiores a 100 mm, além de ventos fortes e grandes ondas.

Ao continuar sua travessia pelo canal de Moçambique, entre quarta e quinta (25/04) o sistema poderá se intensificar ainda mais, chegando ao estágio de ciclone tropical de categoria 1, na escala Saffir-Simpson. Se isso ocorrer, ele receberá o nome de ciclone tropical Kenneth.

Entre quarta e quinta-feira o ciclone tropical atingirá o norte de Moçambique, principalmente a província de Cabo Delgado, e sul da Tanzânia, com ventos da ordem de 100 km/h e chuvas torrenciais. A principal ameaça do sistema são os grandes acumulados de chuva que durarão por dias.

Mesmo após o ciclone tocar no continente e começar a enfraquecer, seus resquícios continuarão a provocar grandes volumes de chuva até domingo (28/04). Diversas localidades próximas a fronteira de Moçambique e Tanzânia terão acumulados da ordem de 200 a 300 mm até domingo, passando até mesmo dos 400 mm em algumas regiões.

Moçambique ainda em recuperação após Idai

A notícia da aproximação de um novo ciclone tropical é extremamente preocupante para Moçambique, já que o país ainda tenta se recuperar e se reconstruir da destruição causada pelo ciclone Idai, que atingiu a porção central do país no dia 11 de março de 2019.

O ciclone Idai atingiu o país com o poder de um furacão categoria 3, com chuvas torrenciais que provocaram grandes inundações e deslizamentos de terra, resultando na morte de cerca de 600 pessoas em Moçambique, além dos 259 mortos em Zimbábue e 56 em Malawi. Esse ciclone foi a tempestade mais devastadora e letal a atingir o país em pelo menos três décadas!

Pelas previsões, o sistema dessa semana deve ficar ser classificado como tempestade tropical ou ciclone tropical de categoria 1, menos intenso que o poderoso Idai, e atingirá uma região não afetada pelo ciclone Idai. De qualquer forma, o sistema ainda representa uma ameaça, então devemos monitorar a sua evolução ao longo dos próximos dias!

Publicidade