Inundações e deslizamentos de terra arrasam a Indonésia e Timor-Leste

Já enfrentando um preocupante surto de COVID-19, Timor-Leste e Indonésia foram atingidos por inundações e deslizamentos de terra devastadores, provocando a morte de pelo menos 91 pessoas, destruindo estradas, pontes e casas e deixando a capital Dili submersa.

timor leste e indonésia
Um grande estado de emergência foi declarado em Timor-Leste devido as chuvas torrenciais no domingo de páscoa.

As chuvas torrenciais oriundas do ciclone tropical Seroja atingiram a Indonésia e Timor-Leste nos últimos dias e provocaram cheias repentinas, deslizamentos de terra e inúmeros estragos que tiveram consequências devastadoras nestes países. Pelo menos 91 pessoas morreram e dezenas estão desaparecidos devido aos desastres causados pelas chuvas fortes. O caos provocado pelas inundações causou um aumento de problemas socioeconômicos nos países que vêm enfrentando dificuldades para combater o COVID-19 e a miséria.

A medida que as infecções de COVID avançam em Timor-Leste, o país sofre uma das piores inundações, particularmente em Díli.

Inundações e enchentes repentinas causadas por chuvas torrenciais causaram estragos em áreas entre Flores, na Indonésia, e Timor Leste, levando milhares a procurar abrigo em centros de emergência. O dilúvio causou transbordamentos em reservatórios de água e inundou milhares de casas, enquanto as equipes de resgate lutavam para prestar assistência às vítimas.

Deslizamentos de terra e inundações repentinas são ocorrências comuns no arquipélago indonésio, especialmente durante a época das monções (muito chuvosa) e que ocorre neste país entre outubro e abril. De acordo com os ambientalistas, estas situações agravam-se por causa do desflorestamento.

O ciclone, que estava ganhando força à medida que avançava em direção à costa oeste da Austrália, atrapalhou os esforços para a busca e resgate de desaparecidos. A agência de desastres da Indonésia disse que pelo menos 70 pessoas foram mortas, com outras 70 desaparecidas. Em Timor Leste, pelo menos 21 pessoas foram mortas, de acordo com um funcionário da pequena nação meia-ilha de 1,3 milhão de habitantes que fica entre a Indonésia e a Austrália.

Díli, a capital de Timor-Leste, e a vizinha Ilha das Flores, na Indonésia, foram relatadas como as mais atingidas por três dias consecutivos de chuvas. Nestas cidade, o fornecimento de energia e as redes de celulares foram completamente cortadas.

Em Lembata, ilha situada a meio caminho entre Flores e Timor, o acesso rodoviário foi interrompido, obrigando as autoridades a colocarem máquinas de construção para reabrir as estradas. Algumas aldeias localizadas regiões altas foram parcialmente arrastadas em direção à costa por deslizamentos de terra.

Após afetar a Indonésia e Timor-Leste, o ciclone tropical Seroja segue sobre o oceano Índico em direção ao oeste da costa australiana. A previsão indica que somente os resquícios do sistema cheguem na Austrália no próximo sábado (10). Não deverá haver grandes problemas na região.