tempo.com

Forte explosão do vulcão Stromboli provoca mini-tsunami na Itália

Medo e preocupação em Stromboli, perto das Ilhas Eólias, devido à erupção do vulcão na tarde de ontem (4). Houve deslizamentos de terra após uma das explosões, que geraram um tsunami de 1,5 metros. Veja aqui os vídeos dos grandes fluxos piroclásticos!

Na tarde de ontem, domingo (4), ocorreu um maremoto na ilha de Stromboli (Messina), com uma onda que atingiu a altura de um metro e meio. O tsunami ocorreu após uma forte erupção em Stromboli, que gerou deslizamentos de terra e grandes fluxos piroclásticos.

Provavelmente ocorreu um colapso da área da cratera do vulcão, e formaram-se grandes fluxos piroclásticos que cobriram a Sciara del Fuoco, a grande depressão no lado norte da ilha. Um desses fluxos piroclásticos, particularmente intenso, ao chegar na superfície do mar gerou um tsunami.

Em Stromboli soaram as sirenes de alarme de tsunami, ativas por vinte anos após o tsunami de 30 de dezembro de 2002, que causou danos na ilha. Segundo a Proteção Civil, não foram registrados danos a pessoas ou materiais.

O Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV), Observatório do Etna, comunicou que o grande fluxo piroclástico ocorrido às 15:19 UTC (12:19 horário Brasil) seguiu por vários minutos após produzindo cinzas abundantes. Às 15:40 UTC (12:40 horário Brasil), o INGV informou que foi possível observar um fluxo de lava que se canalizou ao longo da Sciara del Fuoco e que por volta de 16:00 UTC (13:00 horário Brasil) ele chegou à costa.

O INGV também informou que um tsunami de 1,5 metros não é um evento pouco perigoso, e que mesmo uma onda de 0,5 metros pode ser muito perigosa.

Nesta manhã, 8:12 horário local (4:12 no Brasil), um terremoto de magnitude local ML 4.6 foi registrado na área das Ilhas Eólias, a uma profundidade de cerca de 3 km, a vários quilômetros da ilha de Vulcano e a dezenas de quilômetros de Stromboli. No entanto, conforme relatado pelo INGV, os dois eventos não estão diretamente relacionados.