Enchentes catastróficas atingem a região da Catânia, na Itália

Catânia, na Itália, foi atingida hoje (26) por uma forte inundação, após várias horas de chuva incessante. No leste da Sicília, um alerta vermelho de mau tempo está ativo há três dias consecutivos - desde domingo (24). Agora, um novo ciclone no Mediterrâneo ameaça o sul do país novamente.

A província de Catânia foi atingida hoje (26) por uma violenta tempestade que durou várias horas. Um homem de 53 anos morreu próximo à Gravina di Catania, submerso pela água. Na capital, que já havia sido atingida por um downburst no início de outubro, as chuvas incessantes transformaram as ruas da cidade em verdadeiros rios, que transbordaram. A Via Etnea central tornou-se um riacho e a Piazza Duomo um lago. O pronto-socorro pediátrico do hospital Garibaldi também ficou inundado. Graves consequências também para todo o centro histórico, onde muitas lojas estão inundadas e o histórico mercado 'Pescheria' também ficou submerso.

A água também invadiu um chafariz, do qual o rio subterrâneo Amenano emerge. Um apagão de energia também agravou a situação, que, segundo as autoridades, é grave. Há muitos pedidos de ajuda, e muitos motoristas ficaram presos em seus carros.

A Sicília foi atingida desde domingo (24) por uma intensa onda de mau tempo, com precipitações acima de 200 mm na área de Catânia. Em grandes áreas da Sicília e da Calábria, um alerta meteorológico vermelho está ativo há três dias, devido às condições meteorológicas adversas, enquanto que nas demais áreas dessas duas regiões o alerta permanece em níveis elevados, de cor laranja.

Como se não bastasse, a previsão do tempo indica que um novo ciclone está prestes a atingir a Sicília nos próximos dias e novos fenômenos extremos são esperados.