Temperaturas agradáveis no Centro-Sul e risco chuvas volumosas no SE

Mesmo com afastamento da frente fria o tempo instável se mantém no Brasil Central e há risco de transtornos por conta de chuvas intensas em parte das regiões Centro-Oeste e Sudeste. Volta a fazer calor no Sul do Brasil.

Tiago Robles Tiago Robles 17 Jan. 2020 - 14:14 UTC
Alerta de tempo severo
O avanço de um sistema frontal juntamente de uma massa de ar mais frio contribuem para chuvas no Brasil Central e para temperaturas agradáveis.

Ao longo desta sexta-feira (16), a frente fria que provocou chuvas volumosas na Região Sul e foi a responsável pela mudança do tempo no Sudeste, se mantém a região e os ventos de de sul ajudam a diminuir as temperaturas, devido ao deslocamento de uma massa de ar frio que ingressou pelo Sul do Brasil na última quarta-feira (15).

Pela manhã bastante nebulosidade desde Santa Catarina até sul do Mato Grosso e centro de Minas Gerais, com ocorrência de chuvas de moderada intensidade no Rio de Janeiro, região do Vale do Paraíba e no sul de Minas Gerais. Destaque também para a sensação de frio em toda a Região Sul, sul, centro e leste e no Rio de Janeiro, devido aos ventos de sul que transportam o ar mais frio de uma massa de ar de centro no Rio Grande do Sul, onde o tempo firme predomina.

Na parte da tarde, a frente fria se desloca um pouco para o norte e a intensificação de um cavado contribuem para chuvas volumosas no Rio de Janeiro, no sul do Espírito Santo e no centro-sul de Minas Gerais. Pancadas isoladas e de curta duração ocorrem no norte e oeste do Paraná, norte de São Paulo, no Mato Grosso do Sul, no centro-sul de Goiás e na metade-sul do Mato Grosso.

Destaque para o fim de semana

No sábado (18), a frente fria se encontra entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo e pela manhã há previsão de chuvas fraca nesses estados e na porção central de Minas Gerais. Chuvas mais isoladas e com maior intensidade, podem ocorrer no estado de Goiás, no sudoeste do Mato Grosso e no extremo norte do Mato Grosso do Sul. Destaque de novo para o friozinho da manhã em todo o Centro-Sul e para temperaturas mais amenas ao longo do dia.

Na parte da tarde, as instabilidades não se desenvolvem tanto e não há risco para temporais generalizados. As áreas que possuem maior risco para chuvas intensas são o centro e noroeste de Minas Gerais, em Goiás e no Espírito Santo. Chuvas de fraca a moderada intensidade podem atingir o Triângulo Mineiro e o norte de São Paulo. No restante do Sudeste e no leste dos estado do Paraná, o tempo segue nublado e com temperaturas amenas.

No domingo (19), a frente fria se afasta para o oceano e uma região de cavado se forma próximo a costa do Sudeste e contribui para a manutenção do tempo mais instável na Região. Pela manhã o tempo fica nublado em toda a faixa leste que vai do sul de Santa Catarina até o Espírito Santo com a inclusão da metade sul de Minas Gerais e do interior paulista. Previsão de chuva fraca e isolada somente na costa capixaba, no Triângulo Mineiro e em Goiás.

A partir do meio da tarde o risco de temporais é maior em relação a dia anterior e há potencial para transtornos no Espírito Santo, norte de São Paulo, centro-sul de Minas Gerais, no Triângulo Mineiro, metade sul de Goiás, centro e sudoeste do Mato Grosso e no norte do Mato Grosso do Sul. Na Região Sul, o friozinho da manhã se faz presente, mas devido aos vento de norte as temperaturas sobem bastante na parte da tarde e as máximas ficam entre 30 e 35°C.

Publicidade