tempo.com

Alerta: Onda de calor e baixa umidade no centro-sul do Brasil. O que fazer?

Nos próximos dias, as previsões indicam um grande aumento nas temperaturas do centro-sul do Brasil e uma redução drástica na umidade relativa, o que pode agravar quadros de saúde.

Com o afastamento do sistema frontal que causava chuvas no Sul, a tendência é de que o tempo passe a ficar firme e as temperaturas aumentem consideravelmente nos próximos dias. Acontece que, a partir de quinta-feira, uma massa de ar quente e seco atuará sobre o centro-Sul do Brasil e países vizinhos como a Argentina, o Uruguai e o Paraguai.

Estados que incluem São Paulo, Paraná e Santa Catarina registrarão um aumento considerável nas temperaturas. No Mato Grosso do Sul e no Rio Grande do Sul, especialmente ao Oeste, os termômetros podem passar dos 40 graus. Ao norte da Argentina, as temperaturas podem chegar a 47 graus!

O tempo extremamente seco pode causar dores de cabeça, rinites alérgicas, sangramento nasal, garganta seca e irritada, olhos secos e vermelhos, ressecamento da pele e cansaço.

Em São Paulo, Paraná e território gaúcho, as umidades relativas também caem consideravelmente, podendo chegar a valores críticos de 10% capazes de piorar quadros clínicos de saúde e elevar ainda mais o mal-estar causado pelo calor excessivo, especialmente entre as 12h e as 16h.

Confira abaixo dez dicas e cuidados a se tomar nos horários em que a umidade relativa estiver muito baixa:

  1. Beba muita água - pelo menos dois litros por dia;
  2. Não pratique atividades físicas ao ar livre;
  3. Evite exposição prolongada ao sol;
  4. Lave o nariz e os olhos com soro fisiológico;
  5. Espalhe bacias e toalhas molhadas pelos cômodos da casa, para balancear a umidade;
  6. Não tome banhos muito quentes, para evitar ressecamento da pele;
  7. Passe creme hidratante;
  8. Evite ficar muito tempo em ambientes com ar-condicionado;
  9. Evite choques térmicos e variações bruscas de temperatura;
  10. Mantenha a casa bem arejada.