tempo.com

Cientista descobre que vida extraterrestre pode estar escondida em cavernas

Cavernas são os ambientes mais propícios para a formação de vida em locais como Marte e a Lua, e sua exploração nos próximos anos pode mudar a maneira como enxergamos o universo.

Cientista descobre que vida extraterrestre pode estar escondida em cavernas
Cavernas são os ambientes mais propícios para a formação de vida no sistema solar, e sua exploração pode mudar a maneira como enxergamos o universo.

Cavernas são um ambiente importantíssimo na sobrevivência e evolução da vida. Por milênios, elas serviram de abrigo para humanos pré-históricos. Dentro delas, se desenvolveram formas de vida únicas e condições de vida muito diferentes das encontradas em outros ambientes.

Mas afinal, o que isso sugere sobre as cavernas em outros planetas e a possibilidade de vida extraterrestre dentro delas? Uma colaboração internacional de cientistas liderada pelo pesquisador da NAU, Jut Wynne, está tentando encontrar respostas.

Através de duas pesquisas, Wynne e sua equipe conseguiram, primeiramente, elencar as questões fundamentais que precisam ser exploradas e pesquisadas; e na sequência, iniciaram uma catalogação de cavernas planetárias no sistema solar, já que algo assim jamais havia sido feito.

O que sabemos sobre cavernas extraterrestres - e a vida que pode habitar nelas

Hoje, há 3545 cavernas potenciais catalogadas em 11 corpos diferentes do sistema solar, incluindo a Lua, Marte, as luas de Júpiter e de Saturno. Mas, obviamente, isto é só o começo.

Considerando que, somente nos Estados Unidos, há quase 20 mil cavernas catalogadas, podemos imaginar que devem existir milhões de cavernas no Sistema Solar como um todo.

Além disso, processos de formação de cavernas já foram identificados em cometas e asteroides - O que pode, um dia, permitir com que os cientistas observem as profundezas desses corpos rochosos e gelados. Isso nos fornecerá informações valiosas sobre a formação do sistema solar e, claro, da vida.

As cavernas em superfícies planetárias são um dos melhores ambientes para se procurar evidências de formas de vida extintas ou existentes - Jut Wynne, NAU.

O fato é que as cavernas de Marte, por exemplo, estão protegidas da radiação solar mortal que atinge a superfície, assim como das violentas tempestades de vento e poeira, o que faz delas ambientes seguros para que a vida se desenvolva.

Além disso, suas temperaturas são mais constantes em comparação com a superfície, e no seu interior pode haver água. Isso torna as cavernas marcianas um dos alvos mais importantes na busca por vida extraterrestre.

Cavernas terráqueas são caracterizadas pela escuridão completa, uma temperatura estável próxima da média anual da superfície, baixo ou nenhum fluxo de ar e uma atmosfera saturada de água. Cavernas de outros planetas são, muito provavelmente, similares.

E não só isso - esses mesmos fatores fazem das cavernas o lugar ideal para se construir abrigos para nossos astronautas, que serão absolutamente necessários quando missões tripuladas começarem a explorar estes locais.

Caso a iniciativa receba apoio financeiro, acredita-se que missões de exploração robótica em cavernas lunares ou marcianas já serão possíveis nos próximos 10 anos. As pesquisas realizadas por Wynne e sua equipe traçaram os primeiros passos necessários para que isso ocorra.

Esta ainda é uma área inexplorada de investigação científica, e sua importância pode mudar o futuro da humanidade. Considere que, em poucos anos, será possível olhar para o subsolo de Marte e, quem sabe, finalmente descobrir se há vida além da Terra. O futuro da ciência é emocionante.