StoreWindows10

Califórnia: Depois do fogo vieram as inundações

Depois do Camp Fire, Woolsey Fire e Hill Fire destruírem grande parte do estado da Califórnia no mês passado, agora foram as fortes chuvas que atingiram as regiões incendiadas com inundações e fortes enxurradas.

Paola Bueno Paola Bueno 04 Dez. 2018 - 16:22 UTC
Após os enormes incêndios florestais, a Califórnia agora tem que enfrentar as grandes enxurradas e deslizamentos de terra. Fonte: CBS.

No mês de novembro o estado americano da Califórnia enfrentou desastres de enorme magnitude. Primeiro foram os grandes incêndios florestais, os mais destrutivos e fatais da história, responsáveis pela morte de 88 pessoas e milhares de casas destruídas. Agora o problema vem do que seria a solução para esse tempo extremamente seco da Califórnia, as chuvas em excesso!

Na última semana de novembro a Califórnia foi atingida por chuvas intensas. Essas chuvas ajudaram os bombeiros a controlar os grandes incêndios, como o Camp Fire, no norte do estado, que ainda não havia sido completamente controlado. O problema é que a chuva veio em grande quantidade em um curto período de tempo, algumas localidades no norte, principalmente entre as cidades de Chico e Paradise, cerca de 50 mm de chuva caíram em apenas uma hora no dia 29 de novembro, em outras regiões os acumulados chegaram até 125 mm! Essa chuva forte causou inundações e enxurradas repentinas em estradas, deixando vários motoristas ilhados.

De acordo com o Serviço Meteorológico Nacional dos Estados Unidos, normalmente o solo é capaz de absorver a água das chuvas, porém, após os incêndios o solo se tornou tão impermeável quanto o asfalto, isso faz com que a água não seja absorvida e escorra rapidamente pela superfície, resultando em fortes enxurradas e inundações repentinas (em inglês, flash floods). Além disso, sem as árvores e a vegetação local, que foram totalmente queimadas, a absorção da água pelo solo se torna ainda mais difícil. O resultado disso se dá na forma de grandes enxurradas de lama, cinzas e detritos carbonizados pelos incêndios, como mostrado no vídeo feito pelos bombeiros de Orange County:

Centenas de pessoas, que haviam sido prejudicadas pelo Camp Fire e estavam acampadas nas redondezas de Paradise e Chico, tiveram que ser evacuadas devido ao alto risco de inundações e deslizamentos de terra. No sul do estado, nos arredores de Malibu e Los Angeles, regiões afetadas pelo Woolsey Fire, centenas de pessoas também foram alertadas e evacuadas devido aos mesmos riscos.

Em janeiro desse ano o sul da Califórnia já havia passado por um episódio semelhante, que infelizmente acarretou na morte de 20 pessoas, principalmente em Montecito, no condado de Santa Barbara, a noroeste de Los Angeles. As fortes enxurradas que destruíram diversas casas na região, também ocorreram após um grande incêndio local, o chamado Thomas Fire, que ocorreu em dezembro de 2017.

Pesquisadores temem que o cenário futuro seja ainda pior, pois já estamos observando extremos como estes ocorrerem com maior frequência, e a tendência é que essa frequência aumente ainda mais com os efeitos do aquecimento global. Grandes incêndios como estes mudam completamente a vegetação e a cobertura do solo, que pode demorar anos ou nunca se recuperar completamente, deixando-o ainda mais suscetível a desastres naturais.

Publicidade