tempo.com

Argentina: surpreendentes redemoinhos de fogo atingem o norte do país

Os incêndios estão se multiplicando em Misiones devido à falta de chuva e temperaturas sufocantes. Em San Vicente, estima-se que cerca de 2.500 hectares de vegetação foram queimados, embora a situação esteja sob controle.

Surgiram imagens impressionantes nas últimas horas de redemoinhos de fogo dos incêndios que se espalharam na província de Misiones.

Os incêndios florestais se multiplicaram em janeiro na República Argentina, muito favorecidos pela histórica onda de calor com temperaturas recordes e extrema secura.

Ocorreram massivamente na Patagônia como no centro da Argentina no auge desta onda de calor, mas agora com a mudança das condições reduziram significativamente o número de fontes ativas. No entanto, no norte da Argentina, a onda de calor nunca diminuiu, e nos últimos dias apresentou temperaturas sufocantes de mais de 40°C que favoreceram os incêndios em províncias como Formosa e Misiones.

A situação em Misiones

Nas últimas horas, vários locais da província foram afetados pelo avanço das chamas, entre os quais se destacou a área interna da reserva Salto Encantado denominada Puente Quemado, Pedro, San Vicente, Dos de Mayo e A. del Valle.

O combate ao fogo é realizado incansavelmente por bombeiros, brigadistas, policiais, gendarmes e servidores municipais.

Em particular, em San Vicente, de onde vem o vídeo dos turbilhões, as perdas de vegetação são calculadas na ordem de aproximadamente 2.500 hectares.

Em declarações recentes à mídia local Misiones Online, o prefeito do município, Fabián Rodríguez, indicou que a chegada da chuva trouxe alívio à região e as chamas foram contidas. Apesar de alguns pequenos surtos continuarem, todos aqueles próximos à cidade foram controlados.