tempo.com

Mais chuva para o Sul e calor em pleno inverno em boa parte do Brasil

Nos próximos dias, chuvas voltam a se formar no Sul. Mas enquanto isso, o tempo se mantém seco em todos os demais estados, inclusive no Sudeste e no Centro-Oeste, e as temperaturas voltam a subir, com possibilidade de calor em pleno inverno.

previsão do tempo
Nos próximos dias, chuvas voltam a se formar no Sul. Enquanto isso, o tempo se mantém seco em todos os demais estados, e temperaturas voltam a subir.

Conforme a frente fria que atuava sobre o sudeste do Brasil se afasta para o oceano, o ar frio que adentra o continente faz as temperaturas caírem especialmente no Sul e no Sudeste.

Neste domingo (26), temperaturas baixíssimas causaram geadas fortes no Rio Grande do Sul. Casos pontuais também foram observados em Santa Catarina e no Paraná. O frio também foi sentido com força em São Paulo, Rio de Janeiro e Sul de Minas Gerais, com mínimas próximas de 10°C e máximas próximas de 16°C.

Nesta segunda-feira (27), embora o frio ainda se faça presente no início do dia, a tendência é de tempo firme na maior parte do país. A nebulosidade pode variar, mas a probabilidade de chuva é baixa e não há previsão de acumulados significativos em nenhum estado do Sul, Sudeste ou Centro-Oeste.

Frente fria traz mudança em parte do Brasil

Nesta terça-feira (28), a formação de um ciclone e uma frente-fria pode causará chuvas de intensidade fraca a moderada no Rio Grande do Sul. A chuva também pode atingir Santa Catarina e leste do Paraná na quarta-feira (29), mas não há previsão de acumulados altos.

calor no inverno
Temperaturas máximas previstas para a terça-feira, dia 28 de junho.

Sua passagem, no entanto, não será sentida nem no Centro-Oeste nem no Sudeste. Uma região de alta pressão impede a entrada de sistemas e faz com que a temperatura aumente gradualmente nos próximos dias - situação apoiada também pela oscilação antártica que, quando assume valores positivos, indica que o ar frio se manterá isolado a sul e não influenciará o país.

Com isso, as temperaturas aumentarão ao longo dos próximos dias nestas regiões e volta a fazer calor em meio ao inverno. Já nesta quarta-feira (27), São Paulo capital deve registrar máxima de 24°C e Rio de Janeiro chega aos 27°C.

Na primeira semana de Julho, um novo ciclone se formará e trará chuvas moderadas a fortes para o Rio Grande do Sul - mas, novamente, não avançará para outros Estados, onde o tempo continuará predominantemente seco na primeira quinzena de Julho.

Com isso, o mês de Junho termina seco na maior parte do país, incluindo São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, e sem perspectiva de chuvas ou novas ondas de frio tão cedo.

Junho termina como um mês mais frio que o normal, especialmente para a região Sul. Com previsões indicando que não haverá ondas de frio intensas tão cedo, a tendência é que julho seja, num geral, um mês mais quente que o normal e, consequentemente, Junho tenha sido o mês mais frio do ano.

Isso não significa, no entanto, que não haverão novos episódios de frio extremo e precipitação invernal, como neve e chuva congelada - Ainda há condições para que novas ondas de frio intensas ocorram, especialmente na segunda quinzena de Julho e em Agosto.