tempo.com

Ciclone extratropical aumenta a chuva no Sudeste e deixa alertas de rajadas

A formação de um ciclone próximo à costa provocará chuvas generalizadas em partes do Sudeste, principalmente nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Além das chuvas, há alertas de condições perigosas devido aos ventos fortes, principalmente no litoral.

chuva Sudeste
Até quinta-feira (11) os dias serão mais frios, nublados e com pancadas de chuva em grande parte do estado de São Paulo, graças a formação de um novo ciclone extratropical.

A segunda semana de agosto trouxe o inverno de volta para as regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, além de um alívio para grande parte dessas regiões que não viam um acumulado de precipitação significativo há dias, registrando valores muito baixos de umidade relativa, extremamente prejudiciais a saúde, além de temperaturas muito acima do normal.

A formação de dois ciclones próximos a costa da região Sudeste nesta semana serão responsáveis pelo retorno das chuvas generalizadas na região, principalmente no estado de São Paulo, aliviando as condições secas vividas em julho.

A mudança começou no final de semana, quando uma baixa pressão se formou próximo a costa de São Paulo já trazendo chuvas para partes do estado, incluindo a capital paulista, após um mês de julho extremamente quente e seco. Nesta segunda-feira (08), a estação Mirante de Santana, do INMET, na zona norte de São Paulo, registrou um acumulado de 16.2 mm, bem acima de todo o acumulado registrado em julho (de apenas 9.2 mm) e cerca de 45% do total esperado para agosto.

A partir desta terça-feira (09) mais chuva é esperada para o estado de São Paulo e também Mato Grosso do Sul e sul do Mato Grosso, graças a formação de um novo ciclone extratropical sobre a costa do estado de São Paulo.

Acumulados dos próximos dias poderão superar o esperado para o mês!

A formação do ciclone ocorrerá ao longo desta terça-feira, a partir de um cavado em superfície no interior do continente que provocará chuvas em Mato Grosso do Sul, oeste e sul de São Paulo já nesta manhã. A medida que este cavado se desloca para leste ao longo do dia, as chuvas irão diminuir no Mato Grosso do Sul e se espalhar por São Paulo, incluindo grande parte do interior paulista e a capital, que terá uma terça-feira nublada e chuvosa, com possibilidade de pancadas de chuva ao longo do dia, principalmente no final da tarde e durante a noite.

O ciclone se formará na noite de terça para quarta-feira (10) sobre o litoral de São Paulo, o que manterá as chuvas no estado ao longo do dia, principalmente nas cidades mais ao norte e litoral, também provocando pancadas de chuvas no sudoeste de Minas Gerais. As chuvas também deverão chegar ao estado do Rio de Janeiro, inclusive na capital carioca.

A partir de quinta (11), com o deslocamento do ciclone extratropical para leste sobre o Oceano Atlântico, as chuvas ficarão mais fracas e restritas ao litoral e à capital paulista. No restante do estado, o tempo firme retornará, mas as temperaturas se manterão mais baixas. Inclusive, a quinta-feira será o dia mais frio na capital paulista, com a temperatura máxima chegando a 15°C.

Climatologicamente, agosto é um dos meses mais secos do ano para grande parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste. Graças a essa formação sucessiva de ciclones na costa, algumas cidades poderão receber nesta semana todo o acumulado de chuva esperado para agosto ou até mais! Como é o caso da capital paulista, que considerando a chuva observada e esperada para os próximos dias, poderá superar o acumulado esperado do mês de 36 mm.

Alerta de fortes rajadas de vento para São Paulo e Rio de Janeiro

Com a formação do ciclone próximo ao continente na quarta, podemos esperar fortes rajadas de vento e agitação marítima ao longo de todo o litoral de São Paulo e Rio de Janeiro, deixando o mar perigoso nessas regiões.

Na quarta-feira, os ventos fortes serão predominantes desde a manhã na cidade de São Paulo, mas será durante a tarde que os maiores ventos serão registrados, com rajadas de até 75 km/h. Na quinta, os ventos se enfraquecem um pouco, mas ainda há probabilidade de rajadas de vento de até 50 km/h. O litoral do estado de São Paulo será o mais afetado e deverá ficar em alerta, pois há possibilidade de rajadas de até 105 km/h entre a noite de quarta e manhã de quinta.

Para o Rio de Janeiro, os ventos serão mais intensos na tarde de quarta e manhã de quinta, com rajadas de vento podendo atingir até 80 km/h em grande parte do litoral do estado. Além do litoral, o interior do estado também será atingido por fortes ventos, podendo ser mais intensos em algumas regiões mais ao sul.