tempo.com

Se você estiver ao ar livre e ouvir esse som, você está em perigo!

Há alguns dias viralizou um vídeo no qual um som estranho foi ouvido quando alguns caminhantes aproximaram as mãos do corpo. E embora algo engraçado parecesse estar acontecendo, essas pessoas não sabiam do perigo a que estavam expostas: raios.

relâmpago, san telmo, perigo
Existem sinais que podem ser indicadores de um raio iminente.

Isso aconteceu com mais alguém?” Bugs Crocker escreveu no Facebook depois de enviar um vídeo onde ele é visto passeando por algumas montanhas no meio de um dia de neve. E embora a paisagem pudesse ter mais destaque, o que chamou a atenção é o som que foi gerado quando Crocker mexeu as mãos. Mais tarde, ele confessou que "agora percebo como sou sortudo".

Esse zumbido, semelhante ao chiar do óleo quente, nada mais é do que estática no ar, e geralmente é ouvido segundos ou minutos antes de um raio atingir aquele local. As descargas ocorrem quando o campo elétrico entre a nuvem e o solo é forte o suficiente para fazer com que os elétrons sejam emitidos das pontas de qualquer objeto pontiagudo. Geralmente é de um para-raios ou árvore, mas também pode vir do cabelo das pessoas ao ar livre.

Felizmente para este casal que caminhava pelas montanhas do Alasca, os raios nunca atingiram o solo - provavelmente devido às baixas temperaturas do ambiente - e hoje podem contar este evento como uma anedota curiosa. Mas as pessoas que foram atingidas por um raio e sobreviveram são testemunhas desse som aterrorizante.

O ar é um bom isolante, pois a carga elétrica está chegando ao solo através de pequenos canais bifurcados que ficam eletrificados e podem emitir ruídos.

Em condições muito particulares, por vezes, este crepitar também é acompanhado pela emissão de luz devido à ionização do ar. Muitas vezes esse efeito pode ser visto nas janelas dos aviões, fenômeno conhecido como Fogo de San Telmo. Os marinheiros também notaram esse efeito, quando luzes como chamas avermelhadas ou azuladas apareciam do alto dos mastros. Este fenômeno não é perigoso e raramente produz raios depois, mas é impossível diferenciá-lo da situação que produz uma descarga real.

Outros sinais de que um raio pode cair nas proximidades

As testemunhas do relâmpago também foram capazes de identificar outros sinais do perigo a que estavam expostos. Um dos mais comuns é o cabelo eriçado, que muitas vezes fica em pé enquanto é carregado. Uma sensação de formigamento físico também pode ser sentida em todo o corpo, especialmente nas extremidades. Isso é muitas vezes confundido com o pressentimento que as pessoas têm quando "sentem" que algo é iminente.

Embora pareça estranho, muitas pessoas também sentem um gosto metálico na boca pouco antes do impacto. Outros experimentam tontura ou sudorese incomum causada pela carga elétrica que interfere no sistema nervoso e aquece o corpo. Então, se você está no meio de uma tempestade e você percebe alguma dessas sensações procure abrigo dentro de casa ou em um carro o mais rápido possível.