tempo.com

Alinhamento entre quatro planetas e a Lua será visível neste sábado!

Vênus, Marte, Júpiter e Saturno estão formando uma fileira no céu noturno ao longo dos próximos dias. Sábado, a lua também entrará no alinhamento, e todos os corpos poderão ser vistos a olho nu.

Alinhamento entre quatro planetas e a Lua será visível neste sábado!
Vênus, Marte, Júpiter e Saturno estão alinhados no céu noturno ao longo dos próximos dias. Sábado, a lua também entrará no alinhamento. (imagem: Stellarium / Peter Jurik)

Avistar um único planeta a olho nu já é especial. Imagine quatro de uma vez, e ainda por cima alinhados! Nos próximos dias, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno formarão uma linha no céu noturno e poderão ser vistos a olho nu.

Nas últimas décadas, houve apenas três outros alinhamentos similares - em 2020, 2016 e 2005. E desta vez, temos um bônus: a lua também se alinhará aos planetas, entrando em posição neste sábado. Confira as datas em que o alinhamento estará visível:

  • 17 de abril: O alinhamento começa a se formar
  • 20 de abril: Dia no qual o alinhamento foi mais visível
  • 23 de abril: Lua também entra no alinhamento
  • 29 de abril: Posição da lua perto do sol se torna invisível

Todos os corpos celestes estarão visíveis a olho nu, sem a necessidade de se utilizar um telescópio, o que torna este acontecimento ainda mais especial. O melhor horário para observar os planetas alinhados será entre o final da madrugada e o início da manhã, antes do sol nascer.

Como encontrar os planetas alinhados no céu noturno?

Primeiramente, verifique a previsão do tempo e confira se o céu estará aberto na sua cidade! Para visualizar o alinhamento, basta procurar por pontos brilhantes que não cintilam. Planetas possuem um brilho constante, enquanto estrelas piscam com grande frequência.

Vênus será o mais brilhante de todos os quatro planetas, e possivelmente o ponto mais brilhante do céu com sua luz branca. Júpiter será o segundo mais brilhante, também na cor branca. Marte aparecerá com um brilho laranja ou avermelhado, diferente dos demais. Por fim, Saturno brilhará menos que os outros três, devido à sua distância maior, mas ainda assim estará visível como um ponto branco constante.

Como a proximidade dos planetas afeta a Terra?

Embora pareçam próximos quando vistos da Terra, é claro que os planetas ainda estão a milhões de quilômetros de distância um do outro. O alinhamento é meramente um efeito visual que só acontece do ponto de vista de quem está aqui na Terra.

Além disso, nem todos os planetas orbitam perfeitamente no mesmo plano. Em vez disso, eles giram em órbitas diferentes no espaço tridimensional. Por esta razão, eles nunca estarão perfeitamente alinhados.

E mesmo que todos os planetas se alinhassem em uma linha perfeitamente reta, isso teria efeitos insignificantes na Terra. Existem apenas dois objetos do sistema solar com gravidade suficiente para afetar significativamente o nosso planeta: a Lua e o Sol.

O Sol é tão massivo que prende a Terra em sua órbita anual e, junto à inclinação da Terra, causa as estações do ano. A Lua é bem menos massiva, mas está muito mais próxima de nós, o suficiente para causar as marés oceânicas diárias.

O alinhamento muito próximo do sol e da lua amplifica a influência dos seus campos gravitacionais e ocorre a cada lua cheia e nova, levando à ocorrência de marés extra-fortes.

Haverá um alinhamento ainda mais impressionante?

O alinhamento mais espetacular do ano ainda vai demorar alguns meses para acontecer. Em 24 de junho, todos os planetas do nosso sistema solar – Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno – se alinharão na mesma região do céu.

Enquanto Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno continuarão visíveis a olho nu, um telescópio pode ser necessário para discernir Netuno e Urano, que estão muito distantes e possuem um brilho bem mais fraco que o dos demais planetas.

Para muitas pessoas, será a única oportunidade de observar um alinhamento tão raro e especial, que vai demorar muitos anos para se repetir. Então marque a data na sua agenda desde já!