Tsunami na Indonésia: cerca de 170 mortes

Ontem à noite, um tsunami inesperado atingiu o estreito de Sunda, na Indonésia, deixando cerca de 170 mortos e inúmeros danos. As imagens de sua chegada e os estragos são impressionantes.

Tiago Robles Tiago Robles 23 Dez. 2018 - 06:13 UTC

Ontem o Estreito de Sunda, na Indonésia, foi atingido por um tsunami que matou cerca de 170 pessoas e feriu aproximadamente mil, segundo as autoridades locais. A onda chegou por volta das nove e meia da noite, hora local, sem levantar a menor suspeita. Rahmat Triyono, chefe do departamento de terremotos e tsunamis na Agência de Geofísica da Indonésia, declarou que não houve nenhum terremoto anterior e que nenhum aviso foi emitido. "Ainda não sabemos o que causou o tsunami. Nós suspeitamos que isso tenha sido causado pela atividade do vulcão Anak Krakatoa", disse ele de acordo com o New York Times.

Entre as causas está a coincidência da explosão do vulcão com a ascensão da maré devido à lua cheia, embora não seja descartado que tenha havido um deslizamento de terra no fundo do mar como resultado do mesmo processo eruptivo. Autoridades locais alertaram que novos tsunamis poderão ocorrer nas próximas horas.

Autoridades relataram mortes e numerosos danos em Java e Sumatra. O Estreito de Sunda está entre as duas ilhas. Mais de 400 casas, nove hotéis e pelo menos 10 barcos foram danificados pela onda, em uma área frequentada por turistas de Jacarta, a capital. Em um dos vídeos, você pode ver como a água surpreendeu a banda de rock Seventeen e o público que assistiu ao show. Três membros do grupo morreram e três outros continuam desaparecidos.

Publicidade