Todos juntos pelos oceanos

Hoje é Dia Mundial dos Oceanos e Dia Nacional do Oceanógrafo! O lema é a conscientizar e mobilizar as pessoas em prol de um oceano mais limpo, um uso mais sustentável de seus recursos e a igualdade de gênero no setor. As mudanças começam no dia-a-dia de cada um!

Carolina Barnez Carolina Barnez 08 Jun. 2019 - 12:59 UTC
No Dia Mundial dos Oceanos precisamos nos conscientizar sobre o uso sustentáveis dos recursos marinhos e a redução da poluição por plástico. Créditos: Pnud/Garth Cripps/ONU News Portugal

Hoje é Dia Mundial dos Oceanos, data importante para a conscientização e mobilização das pessoas em prol de um oceano mais limpo e de um uso mais sustentável de seus recursos. O tema de 2019, "Gênero e o Oceano", ainda adiciona a intenção de descobrir meio promover a igualdade de gênero em atividades relacionadas aos oceanos, como pesquisa científica marinha, pesca, decisões políticas e gestão.

O oceano é frequentemente negligenciado pela sociedade, talvez por não fazer parte "diretamente" do dia-a-dia das grandes cidades e da correria da vida moderna. Também, por sua imensidão, demoramos a entender que os recursos marinhos podem ser esgotados e que os impactos das atividades humanas são sim sentidos no vasto oceano. O "mar", muitas vezes colocado como infinito na compreensão humana, se tornou tragicamente finito e vulnerável às nossas ações. Recentemente descobriu-se que até locais remotos do oceano já sofrem pelas nossas más ações.

Se você tem dúvidas sobre a importância desse imenso corpo de água salgada, que cobre 3/4 da superfície da Terra, contem 97% da água e representam 99% do espaço vital do planeta em volume, aí vão alguns pontos para a reflexão [ONU News]:

  • O valor de mercado dos recursos e indústrias marinhas e costeiras em todo planeta é estimado em US$ 3 trilhões por ano ou cerca de 5% do PIB global;
  • Mais de 3 bilhões de pessoas dependem da biodiversidade marinha e costeira para sua subsistência;
  • Os oceanos contêm quase 200 mil espécies identificadas, mas os números reais podem chegar a milhões;
  • Os oceanos absorvem cerca de 30% do dióxido de carbono produzido pelos seres humanos, amortecendo os impactos do aquecimento global;
  • Os oceanos servem como a maior fonte de proteína do mundo, com mais de 2,6 bilhões de pessoas dependendo dos oceanos como sua principal fonte de proteína;
  • A pesca marítima gera, direta ou indiretamente, mais de 200 milhões de empregos;
  • O excesso de pesca está contribuindo para o rápido esgotamento de muitas espécies de peixes e estão impedindo esforços para salvar e restaurar a pesca global e empregos relacionados, fazendo com que a pesca oceânica gere US$ 50 bilhões a menos por ano do que poderia;
  • Cerca de 40% dos oceanos do mundo são fortemente afetados por atividades humanas, incluindo poluição, pesca sobre explorada e perda de habitats costeiros.

O constante ataque à biodiversidade marinha, pelas mudanças climáticas, aumento do plástico e microplástico e sobrepesca, compromete o funcionamento de ecossistemas importantes para a vida humana - pelos serviços ecossistêmicos. Ações climáticas e medidas para a redução no uso de plástico devem ser urgentes, e a mudança começa no dia-a-dia de cada um: reduzir o uso de descartáveis e ser responsável no descarte do seu lixo é um bom ponto de partida. Lembre-se que quando você joga alguma coisa "fora", na realidade não existe "fora" no planeta.

Dia Nacional do Oceanógrafo

No Brasil esta data ainda tem um outro significado: é o Dia do Oceanógrafo. Este profissional, que tem formação em Oceanografia ou Oceanologia, está apto a trabalhar com todas as ciências que envolvem os oceanos e tem uma visão integrada dos processos que ocorrem no meio marinho e em suas interfáces.

A Oceanografia é multidisciplinar, abrange Geologia, Física, Química, Biologia e até áreas da Ciências Humanas. Parabéns a estes profissionais que fazem pontes entre as diferentes áreas em prol de um oceano mais sustentável, protegido e integrado à vida humana.

Publicidade