tempo.com

Hoje é dia de Superlua! Todos poderão observar esse fenômeno?

Mais uma Superlua poderá ser observada na noite desta quinta-feira (11). A “Lua de Esturjão” será a última Superlua de 2022 e ocorrerá de forma completa. Entenda mais sobre esse fenômeno e saiba se ela poderá ser observada em todas as regiões do Brasil.

Última Superlua do ano
A “Lua de Esturjão” ocorrerá na quinta-feira (11).

O termo “Superlua” surgiu em 1979 e não é considerado um termo astronômico. Uma Superlua é uma lua cheia que ocorre perto do seu perigeu: momento em que a Lua chega ao seu ponto mais próximo do planeta Terra em sua órbita. Esse nome, na prática, se refere à aparição maior e mais brilhante do astro do que o normal.

Segundo o astrônomo Clayton Gubio do Instituto de Astronomia Gunstar, a Superlua de Agosto deve ter um aumento em seu brilho entre 16 e 32%. A NASA, agência espacial norte-americana, explica que para a aproximação do nosso satélite natural ser considerada uma Superlua, é necessário que a lua cheia esteja acima do limite de 90% do perigeu.

De acordo com a NASA, essa é a terceira Superlua do ano e será a segunda maior lua cheia do ano, por ser 100% iluminada pelo Sol menos de 10 horas depois de estar em seu ponto mais próximo da Terra. As outras duas Superluas deste ano ocorreram em Junho e Julho, conhecidas como a “Superlua de Morango” e “Superlua dos Cervos”, respectivamente.

Qualquer cidade será boa para assistir, desde que o horizonte leste esteja ‘aberto’. Lugares sem árvores e longe da poluição luminosa são os ideais” - disse o astrônomo Clayton Gubio.

A Superlua de Agosto é conhecida por “Superlua do Esturjão” e faz menção à relação sazonal com um tipo de peixe que é encontrado em abundância nos Grandes Lagos da América do Norte, um conjunto imenso de lagos de água doce entre o Canadá e os Estados Unidos. A “Superlua do Esturjão” nascerá no leste logo após o pôr do Sol, brilhará a noite toda e depois se põe no oeste perto do nascer do Sol.

Uma dica para poder apreciar esse fenômeno, é olhar para o céu logo após a lua surgir. Em média às 17h30; mas, esse horário varia dependendo da sua região e fuso horário. Por exemplo, no Recife a lua do dia 11 de Agosto de 2022 irá nascer por volta das 17h06. Em São Paulo às 17h29, e em Porto Velho às 18h06.

Para avistar o satélite natural não é necessário nenhum tipo de equipamento específico, somente condições climáticas favoráveis, principalmente sem nuvens. Quanto maior a nebulosidade, menores são as chances de poder acompanhar esse fenômeno. Mas, será que essa terceira e última Superlua de 2022 poderá ser vista no céu de todo o Brasil nesta quinta-feira (11)?

Confira as condições meteorológicas das regiões

Região Sul

A previsão para o fim do dia (18h) desta quinta-feira (11) é de céu limpo, exceto para o litoral do Paraná e Santa Catarina, possibilitando a visualização do fenômeno da Superlua apenas neste estágio inicial. Pois, nas próximas horas até a manhã da sexta-feira (12) haverá presença de intensa nebulosidade em toda a região Sul.

Região Sudeste

As chances de observação da “Lua de Esturjão” pelo litoral paulista, estado do Rio de Janeiro, grande parte do Espírito Santo e porção que se estende de norte a leste de Minas Gerais, são reduzidas devido a presença de nebulosidade e potencial de chuva. Com o decorrer das horas entre a quinta (11) e sexta-feira (12) essas áreas se ampliam.

Previsão do tempo
Mapa de chuva e nebulosidade para quinta-feira (11) às 18h.

Região Centro-Oeste

Com exceção da porção norte de Goiás e extremo norte do Mato Grosso, será possível acompanhar a Superlua no céu do Centro-Oeste.

Região Norte e Nordeste

possibilidade de temporais no norte da região Norte do Brasil durante o fim do dia desta quinta-feira (11) e manhã de sexta-feira (12), impedindo a visualização clara do fenômeno. Quase toda a região Nordeste conseguirá acompanhar a beleza da Superlua, com presença de nebulosidade em alguns pontos isolados e concentrados no litoral.