Dia do Meteorologista: uma profissão além da previsão do tempo

No dia 14 de outubro celebramos o Dia do Meteorologista! Profissão que se dedica a compreender todos os processos que envolvem a atmosfera e superfície terrestre, com a intenção de prever sua variabilidade em prol de toda a vida na Terra.

Paola Bueno Paola Bueno 14 Out. 2019 - 15:15 UTC
O dia 14 de outubro é o Dia nacional do Meteorologista! Foto: CREA-SP.

O dia 14 de outubro é uma data muito especial para todos os meteorologistas do Brasil, pois foi nesse dia, no ano de 1980, que a profissão de meteorologista foi regulamentada pela lei N°6.835. Dessa forma, o dia 14 de outubro foi declarado oficialmente como Dia do Meteorologista!

Muitos ainda confundem essa data, pois antigamente o dia do meteorologista era comemorado no dia 3 de março. Outra data importante, muitas vezes também confundida com o dia do meteorologista, é o Dia Meteorológico Mundial, comemorado no dia 23 de março. Essa data foi escolhida devido ao dia de fundação da Organização Mundial de Meteorologia (WMO, sigla em inglês) na ONU, em 23 de março de 1950. Dessa forma, nós, meteorologistas do Brasil, temos duas datas para celebrar no ano, o dia 23 de março e 14 de outubro, onde em uma celebramos a ciência que estudamos e outra celebramos nossa profissão!

O que é um meteorologista?

De acordo com a definição estabelecida pelo Conselho da Sociedade Meteorológica Americana, em 1990: um meteorologista é um individuo com educação especializada que utiliza princípios científicos para explicar, entender, observar ou prever os fenômenos atmosféricos da Terra e/ou como a atmosfera afeta a Terra e a vida do planeta. Atualmente a área mais popularmente conhecida da meteorologia é a previsão do tempo, onde temos mais facilidade de ver um meteorologista atuando no dia a dia, o que passa a impressão de que essa profissão se resume a isso, mas não é bem assim.

Muitos meteorologistas trabalham nas elaborações das previsões do tempo, aquelas que vemos diariamente nos meios de comunicação, repassando as informações para os setores da economia que dependem do tempo e clima e também para a população em geral. Mas existe um número ainda maior de meteorologistas que trabalham por trás dessas previsões, que acabam ficando invisíveis ao público.

Uma boa previsão do tempo é feita através de um grande trabalho em conjunto de meteorologistas de diversos setores. Tudo começa com aqueles que criam e instalam os equipamentos que realizam as medições das principais variáveis, como temperatura, vento, umidade e pressão. Depois, tem aqueles que estudam os dados coletados, buscando extrair o máximo de informações a respeito das variações atmosféricas e possíveis causas e consequências.

Existe um enorme número de meteorologistas trabalhando para a realização de uma boa previsão do tempo. Foto: Jornal da USP.

Após entender a variabilidade da atmosfera, meteorologistas trabalham na criação e aprimoramento de modelos numéricos capazes de simular as variações da atmosfera e prever seu comportamento futuro. Por fim, temos aqueles que interpretam os resultados desses modelos e traduzem a informação, repassando para o publico a previsão a qual estamos habituados.

Mas a meteorologia não para por ai. A meteorologia é uma ciência interdisciplinar, ou seja, ela envolve uma série de outras disciplinas, já que a atmosfera interage com todos os elementos do sistema terrestre.Desse modo, o leque de áreas de especializações dentro da meteorologia é bem variado, algumas delas são:

  • Biometerologia: estuda a interação entre a atmosfera e a vida na Terra, tanto humana, quanto animal e vegetal;
  • Paleoclimatologia: estuda as variações climáticas desde os primórdios da Terra;
  • Modelagem numérica: elabora modelos físicos e numéricos para simular o funcionamento da atmosfera;
  • Meteorologia química: estuda as reações químicas que ocorrem na atmosfera e a poluição do ar;
  • Agrometeorologia: estuda as relações de causa e efeito das condições meteorológicas com o meio rural e a produção agrícola;
  • Hidrometeorologia: estudo o ciclo da água no sistema climático terrestre;
  • Micrometeorologia: estuda os pequenos processos físicos que ocorrem na atmosfera, como a formação de nuvens e precipitação.
Publicidade