tempo.com

Espirros: um mecanismo de defesa contra agressões do ambiente

O espirro é a evidência de um perfeito mecanismo de defesa do nosso corpo contra mudanças bruscas de clima e condições ambientais, com aspectos curiosos que relataremos nesta nota.

velocidade do espirro
A velocidade de um espirro varia de 34 km/h a um máximo de 180 km/h.

O espirro é uma resposta fisiológica complexa pela qual nosso corpo se prepara para expelir, por meio dessa saída repentina de ar, agentes externos que irritam as membranas mucosas do nariz ou da garganta. Embora seja um ato reflexo, até certo ponto podemos controlá-lo, tentando torná-lo menos "ruidoso": apertar a ponta do nariz com um dedo, colocar a língua no palato ou prender a respiração por alguns segundos pode ajudar, mas os especialistas indicam que não é bom suprimi-la.

O que não é recomendado é cobrir o nariz e fechar a boca para evitar que o ar seja expelido: a enorme pressão exercida por esse ar que busca sair do nosso corpo pode ser conduzida até os ouvidos, causando danos aos tímpanos e outros órgãos.

Por que espirramos?

Quando a mucosa nasal é estimulada por ser irritada por um fator externo, essa "mensagem" passa pela medula oblonga (responsável pelas funções básicas e vitais, conscientes e inconscientes) e envia a ordem de espirrar para o sistema respiratório, rosto, garganta e peito, fazendo com que nossos olhos se fechem, para inspirarmos profundamente enquanto a glote se fecha e a pressão nos pulmões aumenta. Quando a pressão máxima do ar nos pulmões é atingida, indica que a glote se abre, provocando aquela saída explosiva de ar pelo nariz e pela boca que pretende expelir para fora do corpo, causa primária que desencadeou esse processo.

Resfriados e alergias são as causas mais frequentes de espirros, mas existem outros fatores que os desencadeiam:

espirro fótico
Cerca de 25% da população mundial exibe o reflexo de espirro de luz brilhante, ou "espirro fótico".

Ar frio: o encontro repentino com um ambiente mais frio pode fazer com que as membranas nasais se alarguem, provocando um espirro.

Poeira: como pólen, mofo e outros alérgenos, entram principalmente pelo nosso sistema respiratório onde o nariz é a porta de entrada e também a primeira linha de defesa. Portanto, quando detectado, ocorre o espirro.

Pimenta: A piperina é um composto químico que faz parte da pimenta preta. Por estar no ar, a piperina irrita o nariz e causa espirros.

Luz brilhante: estima-se que cerca de 25% da população mundial exiba o reflexo de espirro de luz brilhante, ou "espirro fótico", uma condição hereditária. Ocorre quando, após estar em um ambiente escuro, uma pessoa é repentinamente exposta à luz solar intensa ou refletores. Os cientistas acreditam que os nervos do olho são ativados, enviando sinais que a medula oblonga interpreta como um irritante para o nariz em vez do olho.

Curiosidades sobre os espirros

  • Espirrar é uma ação reflexa que os seres humanos realizam, mas também os mamíferos, pássaros e répteis.
  • A velocidade do ar expelido ao espirrar pode chegar a 180 quilômetros por hora.
  • Cada espirro pode expelir cerca de 100.000 microgotículas de saliva.
  • O spray de saliva pode cair a mais de 7 metros de distância. Por isso é indicado que, ao espirrar, o façamos na dobra do cotovelo.
  • A duração média de um espirro humano é entre 0,06 e 0,3 segundos.
  • Em média, uma pessoa espirra cerca de 400 vezes por ano.
  • Suprimir o espirro pode prejudicar nosso corpo: perfuração da garganta, ruptura da artéria aorta ou expulsão de um implante dentário pelo nariz foram relatados. É por isso que não é recomendado evitar espirrar.
  • Os surdos espirram sem fazer barulho.
  • A onomatopeia e os sons dos espirros variam de um idioma para outro, pois a palavra ou som que geramos ao espirrar é aprendido e se adapta às regras do idioma: “Achú” ou “Achí” em espanhol (dependendo da velocidade do ar tomada); “Achoo” em inglês, "Chapéu Xi!" em vietnamita; em russo é Apchkhi!", em coreano é "Eichi!", em hindi é "Achhee", em português "Atchim!", em japonês "Hakushon!", em alemão "Hatchi" e os turcos e gregos dizem "Hapsu !".
  • É praticamente impossível manter os olhos abertos enquanto espirra. Quando o ar viaja dos pulmões para o nariz, há um aumento da pressão ocular e os olhos se movem, então instintivamente fechamos as pálpebras.
  • A literatura médica indica casos em que algumas pessoas espirram com o estômago cheio.
  • Também há registros de pessoas espirrando após sentirem prazer ou excitação sexual.
  • É um mito que alguém ejetou seus globos oculares ao espirrar com os olhos abertos. Não há registro de incidente com essas características.
  • Nós instintivamente nos impulsionamos para a frente quando espirramos, pois isso facilita a saída do ar de nossos pulmões.
  • É falso que o coração para quando espirramos, embora a frequência cardíaca possa ser alterada pela enorme pressão e força do ar ao ser empurrado para fora dos pulmões, e é momentâneo.
espirro de gato casamento; itália
Para a cultura italiana, se uma noiva ouvir um gato espirrar no dia do casamento, isso significa que ela terá um casamento feliz.

Diferentes culturas interpretaram o espirro de maneiras diferentes. Algumas são até engraçadas, como a cultura polonesa, que diz que quando uma pessoa espirra, a sogra está falando mal dela. Na Índia, espirrar ao sair de casa é considerado desfavorável e, por isso, é recomendável fazer uma pausa ao espirrar e beber um pouco de água para quebrar o mau-olhado e evitar infortúnios.

Para a cultura italiana, ver um gato espirrar é considerado boa sorte, e se uma noiva ouvir um gato espirrar no dia do casamento, isso significa que ela terá um casamento feliz. Na Ásia, o número de espirros determina se é um bom ou mau presságio: um espirro significa que as pessoas falam bem de você; dois espirros consecutivos significam o contrário; três espirros seguidos é sinal de que alguém está apaixonado por você, e quatro ou mais espirros significam que uma calamidade está para acontecer.

Espirrar não é apenas um reflexo fisiológico... é também um reflexo cultural.