tempo.com

Posidonia australis: descobriram na Austrália a maior planta do mundo!

A maior planta viva do mundo foi descoberta sob as águas rasas da costa da Austrália Ocidental! A planta gigante é uma espécie de grama marinha, da espécie Posidonia australis. Além de grande, ela também é bem antiga, com 4 500 anos de idade!

Posidonia australis
A Posidonia australis encontrada na costa da Austrália, uma espécie de grama marinha, é a maior planta viva do planeta! Foto: Cordon Press.

Cientistas descobriram sob as águas do litoral da Austrália a maior planta do mundo! A planta é uma alga marinha da espécie Posidonia australis e cobre uma área de, pelo menos, 180 quilômetros quadrados, o equivalente a 20 campos de futebol! A descoberta feita pelos pesquisadores da Universidade da Austrália Ocidental e da Universidade Flinder foi publicada na última quarta-feira (01) na revista científica Proceedings of the Royal Society B.

A Posidonia australis descoberta na costa da Austrália tem cerca de 180 km de extensão e cerca de 4500 anos! Essa é a maior planta viva da Terra!

Os pesquisadores descobriram essa planta gigante por acaso! Eles estavam recolhendo brotos de algas da espécie Posidonia australis de uma vasta pradaria submarina na baía de Shark, uma área de patrimônio mundial no litoral da Austrália Ocidental a cerca de 800 km a norte da cidade de Perth, a fim de entender a diversidade genética desta espécie. 18 mil marcadores genéticos foram examinados para criar um espécie de “impressão digital” de cada amostra coletada e determinar quantas plantas compunham àquela pradaria.

Posidonia australis
Foto aérea da planta marinha gigante na baía de Shark, no litoral da Austrália Ocidental. Foto: Cordon Press.

O resultado inesperado: era uma única planta! Ao invés de diversas identidades, as amostras apresentaram os mesmos marcadores genéticos "A resposta definitivamente nos surpreendeu - é apenas uma! É isso, apenas uma planta expandiu mais de 180 km na baía de Shark, tornando-a a maior planta conhecida na Terra", disse a pesquisadora Elizabeth Sinclair, uma das autoras da pesquisa, à CNN.

Outra notoriedade da planta é sua resistência, já que ela conseguiu crescer em locais da baía que possuem condições diferentes. Isso quer dizer que a planta conseguiu resistir e se desenvolver sob amplas variações de temperatura, salinidade e alta luminosidade, condições que, se combinadas, causariam grande estresse para a maioria das plantas.

Além disso, os pesquisadores também estimam que a planta tenha cerca de 4 500 anos! Apesar de impressionante a idade avançada da planta gigante, ela não é recorde. O recorde de idade pertence a uma Posidonia oceanica descoberta no Mediterrâneo ocidental que se estende até 15 km e pode ter mais de 100.000 anos de idade!

Por que tão grande?

De acordo com os pesquisadores, a gigante planta marinha conseguiu atingir esse tamanho devido a sua capacidade de se clonar, criando ramificações geneticamente idênticas. Portanto, a grande planta foi se clonando ao longo dos anos a partir de uma única muda colonizadora.

A sua reprodução via clonagem também ajudou o grande prado dessa planta marinha a se adaptar às condições mais extremas de seu habitat."Clones de plantas marinhas individuais podem persistir quase indefinidamente se não forem perturbados, pois dependem da expansão vegetativa e horizontal do rizoma, em vez da reprodução sexual", disse Sinclair.

Outro diferencial da Posidonia australis descoberta é que ela tem o dobro de cromossomos de outras espécies oceânicas semelhantes, ou seja, ela é um organismo poliplóide. De acordo com Sinclair, a Posidonia australis possui 40 cromossomos, não 20, conforme era esperado de uma planta dessa espécie.